Caça Menor      

 

 

  Alertar Gestor do Forum

Se o autor desta mensagem não respeitou as regras de participação no Forum do Portal Santo Huberto, por favor escreva o seu email e click no botão "Alertar" no final desta página.

 
hernethehunter 
 

Caros Confrades:

Em primeiro lugar, desculpas pelo desaparecimento. Meu pai adoeceu no início de dezembro, e faleceu no dia 22 daquele mês. Desde então estive em Belo Horizonte, minha cidade natal, a 1.000 km. de Londrina, primeiro ao lado do leito de hospital dele, e depois naquelas coisas burocráticas e particularmente desagradáveis a quem perdeu um ente querido.
Voltei a Londrina recentemente, e só para arrumar as malas e começar a planejar a volta à minha terra natal (de onde saí aos 16 anos para a Universidade, há 33 anos atrás). No fundo, sempre quis isso: como um inesperado "presente de Natal", minha aposentadoria saiu no dia 24 de dezembro, o que seria para mim um momento de alegria não fosse a dor que sentira dois dias antes...
Não pensem que no Brasil alguém se aposenta facilmente aos 48 (bem, 49 incompletos) anos. É que trabalhei 11 anos em minas subterrâneas e plataformas submarinas, e a nossa legislação concede algumas vantagens a quem o faz. As condições de trabalho de um mineiro no Brasil não são as mesmas da CE, afinal de contas... Junte-se a isso meus vinte anos no Ministério Público, e acho que mereci o "pijama".
A morte de meu pai, paradoxalmente, me deu uma nova perspectiva: herdei uns tantos hectares de terra (daí meu desaparecimento completo; depois de me conformar com a minha perda voltei - como meus familiares foram antes - à terra para adubar, arar e plantar) e pretendo trabalhar neles daqui por diante.
E tendo passado a maioria desses últimos meses na fazenda, me sinto contaminado com a "Síndrome de Meubicho", que é totalmente incompatível com um caçador.
E o que é a "Síndrome"? Explico: meu pai não tinha cachorro na sede da fazenda, e era um não-caçador que sempre teve uma paciência de Jó com o filho caçador, desde a minha infância. ERGO, pela falta de cachorros e de tiros, a área em volta das sedes parece a Disneylândia - são macacos, esquilos, siriemas, um ou outro lobo guará, raposas, jacus, um ou outro inambu que vêm à porta da cozinha disputar restos de comida ou simplesmente marcar presença.
Enquanto meu pai estava vivo, eu via grande parte dos visitantes como alvos em potencial. Mas agora que ele se foi e metade da terra é minha, começo a pensar neles não como peças de caça, mas como Meusbichos - invioláveis não só para mim mas também para meus irmãos em Santo Huberto.
Tem cura? Passa sozinho?
No mais, desculpas e saudades do,
Sérgio.

 

 

 
 e-mail*

 

Não são permitidas participações neste Forum, que produzam ou reproduzam conteúdo com carácter ofensivo, difamatório ou susceptível de violar a privacidade ou outros direitos de terceiros, produzam ou reproduzam textos, dados, imagens ou programas com conteúdo racista, profano, pornográfico ou obsceno, publicitar a venda, oferta, troca ou procura de bens ou serviços ilegais, assim como qualquer anúncio de carácter comercial, promover ou providenciar informação acerca de actividades ilegais, nomeadamente a ofensa física contra terceiros ou actos de crueldade contra animais.

As participações que violem estas condições serão removidas sem aviso prévio.

As sugestões, críticas e comentários ao Portal Santo Huberto, só são atendidas através de geral@santohuberto.com, pelo que qualquer participação no Forum nesse sentido também será eliminada, dado que entendemos que este não é o meio mais adequado de nos fazer chegar os seus comentários.