Caça Menor      

 

 

Caça em Portugal – Fotos de Cães de Caça em férias  08-01-2009 19:01:52 Escrito por Phantom  (4 Respostas)  

 

Troféu (conselhos para uma boa fotografia)  08-01-2009 19:34:35 Resposta por psilveira   

 

Peço desculpa  08-01-2009 19:42:01 Resposta por psilveira   

 

Troféu (conselhos para uma boa fotografia)  08-01-2009 19:47:40 Resposta por psilveira   

 

Desisto!  08-01-2009 19:51:19 Resposta por psilveira   

 

Ehehe  08-01-2009 23:51:14 Resposta por Phantom   

 


Troféu (conselhos para uma boa fotografia) 

Visualizações 464

psilveira  08-01-2009 19:34:35
 
 

“Nunca vos aconteceu olharem para uma imagem, acharem-na gira, com impacto, e não conseguirem perceber porque tal acontece?
Pois este é o motivo: há regras relativas à imagem, provenientes da pintura ou da fotografia, que a vossa mente segue mesmo na presença da vossa completa ignorância. E fá-lo desde o princípio dos tempos.”



# Regra Base #

Dividam a imagem vertical e horizontalmente em 9 partes iguais (com duas linhas ao alto e duas deitadas). Consta é onde as linhas se cruzam (em qualquer dos 4 pontos) que devemos fazer coincidir os nossos assuntos principais, aquilo que queremos mostrar com a imagem, pois é para aí que a atenção de quem vê se dirige.
(Não é um erro centrar as coisas, botá-las ao meio, mas é-o se o fizermos de forma repetitiva, pois facilmente as nossas imagens se tornarão vulgares, comuns)

#######

Os melhores momentos para captar cores giras são às primeiras horas da manhã e às últimas do dia, ou em dias de tempestade. Aí conseguirão os confrades uns tons douraduchos, giros, quentes. Evitem fotografar quando o sol vai alto pois a luz forte tende a comer-vos as cores.

Um erro muito comum é tirarmos uma foto ao bichinho e darmo-nos por satisfeitos. Devemos tirar 10, 20 ou 30 seguidas, mudando as perspectivas, a luz. Vão ver que no fim do dia, quando as descarregarem para o computador, serão as mais estúpidas e as que sacaram por acidente que irão orgulhosamente mostrar aos amigos.

Tentem mostrar as coisas como normalmente não se vêem, em ângulos diferentes. Muitas das vezes, as fotos mais giras são as mais estranhas.

Experimentem tirar as fotos aos vossos cães com eles ao vosso nível, sem ser de cima para baixo. Vão ver que não querem outra coisa!
Devem lembrar-se de deixar sempre algum espaço livre pelo menos do lado para onde os olhos estejam virados, se a bicharada estiver de perfil.

Quando a luz não abunda, usem um tripé ou apoiem a máquina num tijolo, pedra ou bocado de muro. Tirem as fotos com o disparador retardado (leiam o raio do manual), para que não abanem a máquina quando carregarem no botão.

Se não experimentarem o equipamento quando podem, quando precisarem de o usar não saberão como. A experiência é a melhor professora de todas.

Levem a máquina convosco nos dias de caça em que não chova. Se não a tiverem por perto seguramente não tirarão foto alguma, pois mais extraordinária que seja a paisagem ou por mais engraçada que seja a cena.”

Texto e foto da autoria de:
Phantom, em Portal Santo Huberto

#######

Respeitando a regra dos terços mencionadas acima não ficaria nada mal se fosse apresentado o troféu de corpo inteiro, de perfil, limpo e deitado sobre as suas patas, que devem estar recolhidas sob o seu corpo, e não com as mesmas afastadas e deitadas para os lados do animal.

Se o orgulhoso caçador desejar apresentar-se junto do troféu, deve fazê-lo atrás do animal, sentado, sobre os seus joelhos e evitar que apareça o calçado ou as pernas na fotografia.

Também resulta numa boa imagem colocar a arma utilizada, na mesma foto, mas esta deve ficar à frente e encostada ao troféu, óbviamente sem munição na câmara e numa posição de segurança.

Desejando o caçador tirar uma foto de pormenor, fazer um grande plano, p.e. das navalhas, pode, antes, apresentar uma foto do geral, como parte introdutória do motivo, complementando-o deste modo.

#######

Penso que aqui se encontram mencionadas as indicações necessárias e alguns bons conselhos para a realização de uma foto memorável do troféu.
Para tal, tomei a liberdade de recortar e utilizar informação que o Phantom disponibilizou no portal, a qual muito veio enriquer o tema.

Existem, no mercado, diversos modelos de máquinas fotográficas digitais, que garantem bons resultados finais e excelente portabilidade, pelo que fica lançado o desafio.

Com desejos de boas fotos e um agradecimento especial ao Phantom,

Pedro Silveira
www.ribeira-seca.blogspot.com

 
                                >> Responder