Caça Menor      

 

 

Diz-me que balas usas, dir-te-ei quem és, eheheh  02-02-2009 17:04:24 Escrito por Phantom  (113 Respostas)  

 

Em(bala)gens.  02-02-2009 18:25:31 Resposta por Luis Paiva   

 

Nã nã  02-02-2009 19:04:26 Resposta por Phantom   

 

Penso que devia ir para os ARTIGOS  02-02-2009 21:03:17 Resposta por António Luiz Pacheco   

 

rezando para que seja desta que o texto aparece  02-02-2009 21:27:44 Resposta por Phantom   

 

e apareceu mesmo  02-02-2009 21:29:23 Resposta por Phantom   

 

Por enquanto...  02-02-2009 21:55:13 Resposta por Inácio   

 

Munições de carabina  02-02-2009 21:56:10 Resposta por Luis Paiva   

 

Entalhes nos projécteis  02-02-2009 22:02:57 Resposta por Luis Paiva   

 

Desviam-se, os sacaninhas, hein?!  02-02-2009 22:08:28 Resposta por Phantom   

 

Estratégias diferentes (em foto)  02-02-2009 22:25:44 Resposta por Phantom   

 

nem mais  02-02-2009 22:32:28 Resposta por cavalinho   

 

Confrade Phantom.....  02-02-2009 23:13:30 Resposta por paulo farinha   

 

Uma questão de tempo  02-02-2009 23:38:06 Resposta por Phantom   

 

Confrades Fantasma e Paulo Farinha  03-02-2009 0:38:16 Resposta por MIGUEL PEREIRA   

 

Eu nas munições sou do piorio...  03-02-2009 1:42:06 Resposta por António Luiz Pacheco   

 

Excelente!  03-02-2009 3:21:17 Resposta por psilveira   

 

Lapuando aqui, lapuando ali  03-02-2009 10:19:32 Resposta por Phantom   

 

Por falar em ''tirúnico''...  03-02-2009 22:14:50 Resposta por António Luiz Pacheco   

 

Para Pacheco  05-02-2009 17:01:32 Resposta por pcruz   

 

Guro  05-02-2009 16:55:12 Resposta por pcruz   

 

Calibre .308  06-02-2009 15:47:32 Resposta por Trevil   

 

Xiiiiii  06-02-2009 17:28:40 Resposta por Phantom   

 

Concordo!  06-02-2009 19:14:21 Resposta por Trevil   

 

Ah,e mais...  06-02-2009 19:39:09 Resposta por Trevil   

 

Confrade Trevil...  06-02-2009 17:52:20 Resposta por António Luiz Pacheco   

 

Tem razão!  06-02-2009 19:24:35 Resposta por Trevil   

 

Boa!  06-02-2009 18:33:03 Resposta por Pedro Jorge   

 

Boa! outra vez...  06-02-2009 18:52:16 Resposta por Pedro Jorge   

 

Balas para todos os canos!  06-02-2009 19:22:29 Resposta por Phantom   

 

Xis... Xisp... XisPêTrês eheheh  06-02-2009 20:48:26 Resposta por Phantom   

 

XP3=XPTO??  06-02-2009 22:41:10 Resposta por Trevil   

 

O confrade Trevil diz:  06-02-2009 23:41:47 Resposta por Jaime   

 

Dou-lhe alguma razão!  07-02-2009 0:44:56 Resposta por Trevil   

 

Somos portugueses e depois??  07-02-2009 0:59:19 Resposta por vasco pereira   

 

Confrade Miguel Pereira  07-02-2009 11:30:33 Resposta por Jaime   

 

Hoopss...  07-02-2009 11:32:16 Resposta por Jaime   

 

Confrade Jaime  07-02-2009 20:44:21 Resposta por MIGUEL PEREIRA   

 

Parabéns!  07-02-2009 21:32:14 Resposta por Trevil   

 

Fui mal interpretado...  07-02-2009 11:54:16 Resposta por Trevil   

 

Só mais uma coisinha confrade!  07-02-2009 13:31:03 Resposta por Trevil   

 

confrade trevil  07-02-2009 23:49:56 Resposta por vasco pereira   

 

Sobre o 308...  08-02-2009 1:38:14 Resposta por António Luiz Pacheco   

 

Confrade Luiz Pacheco!  08-02-2009 12:52:39 Resposta por Trevil   

 

Xiiii, o que para aqui vai!  08-02-2009 19:03:26 Resposta por Phantom   

 

até que enfim......  08-02-2009 19:22:11 Resposta por vasco pereira   

 

Prometido é devido!!! confrade Phantom  13-02-2009 17:40:43 Resposta por vasco pereira   

 

Honestamente…  28-02-2009 17:37:29 Resposta por Phantom   

 

Confrades .....  28-02-2009 23:41:33 Resposta por paulo farinha   

 

Confrade Vasco!  08-02-2009 12:54:44 Resposta por Trevil   

 

Bolas, balas, etc  08-02-2009 19:45:02 Resposta por Phantom   

 

Confrade Fernando Phantom:  08-02-2009 21:40:38 Resposta por Jaime   

 

Confrade Fantomas...  09-02-2009 0:20:01 Resposta por António Luiz Pacheco   

 

O meu .308 continua a gerar debate!Boa!!  09-02-2009 0:46:17 Resposta por Trevil   

 

Que queria dizer com isto?  09-02-2009 1:05:54 Resposta por Trevil   

 

Agora desenrole a manta!!  09-02-2009 1:12:23 Resposta por vasco pereira   

 

Confrade Phantom  09-02-2009 1:15:55 Resposta por vasco pereira   

 

Tv's maradas, tsss tssss  09-02-2009 10:28:35 Resposta por Phantom   

 

Hum… parece que vai haver acordo...  09-02-2009 10:53:54 Resposta por Phantom   

 

O QUE ESTÁ POR DE TRÁS  09-02-2009 12:06:44 Resposta por SEMENTE   

 

Não esquecemos nada!!!!  09-02-2009 12:37:35 Resposta por António Luiz Pacheco   

 

CONCORDO MAS....  09-02-2009 12:51:40 Resposta por SEMENTE   

 

Como treinar a precisão nas esperas aos porcos!  09-02-2009 13:49:13 Resposta por Trevil   

 

É isso confrade De Treville...  09-02-2009 14:32:17 Resposta por Pedro Jorge   

 

Zuuuuuummmm (velocidades)  09-02-2009 14:32:28 Resposta por Phantom   

 

JUlgo que se trocou velocidade por energia?  09-02-2009 14:58:24 Resposta por António Luiz Pacheco   

 

Velocidades e Energias  09-02-2009 15:41:02 Resposta por Luis Paiva   

 

A energia...  09-02-2009 18:15:28 Resposta por Pedro Jorge   

 

Fitness  09-02-2009 18:27:05 Resposta por Luis Paiva   

 

Claro, claro...  09-02-2009 18:44:31 Resposta por Pedro Jorge   

 

Confrade Semente... são de facto coisas diferentes  09-02-2009 14:27:42 Resposta por António Luiz Pacheco   

 

Ò confrade Pacheco..  09-02-2009 14:34:34 Resposta por Pedro Jorge   

 

Paquidermes  09-02-2009 14:44:49 Resposta por Phantom   

 

Yap  09-02-2009 15:32:03 Resposta por Phantom   

 

Estes elefantes foram fotografados com:  09-02-2009 15:36:37 Resposta por António Luiz Pacheco   

 

Arre...  09-02-2009 15:54:01 Resposta por Phantom   

 

Pois é Confrade Fantomas... T.I.A. =  09-02-2009 16:13:47 Resposta por António Luiz Pacheco   

 

Ficamos já por aí!  09-02-2009 16:21:31 Resposta por Phantom   

 

Ehehehehe, isto é que vai aqui uma açorda!  09-02-2009 19:01:37 Resposta por Phantom   

 

bem....  09-02-2009 20:17:37 Resposta por Inácio   

 

ok  09-02-2009 21:10:07 Resposta por Inácio   

 

Confrade Inácio  09-02-2009 21:17:11 Resposta por MIGUEL PEREIRA   

 

pois.  09-02-2009 21:35:36 Resposta por Inácio   

 

Manias  09-02-2009 21:43:45 Resposta por Phantom   

 

Mau Maria!  09-02-2009 22:03:36 Resposta por Inácio   

 

!  09-02-2009 22:12:00 Resposta por Inácio   

 

Ehehehe  09-02-2009 22:36:05 Resposta por Phantom   

 

Agua benta e obstinação........  10-02-2009 0:58:26 Resposta por vasco pereira   

 

Esforço nenhum, até porque...  10-02-2009 14:28:38 Resposta por Pedro Jorge   

 

Acordo!  10-02-2009 19:06:49 Resposta por Phantom   

 

Sempre AFRICA!  10-02-2009 12:11:57 Resposta por Trevil   

 

Mais fotos da Africa!!  10-02-2009 12:16:58 Resposta por Trevil   

 

vamos la confrades  10-02-2009 14:00:54 Resposta por alvaro   

 

Calibre 300 mag.  10-02-2009 22:18:06 Resposta por Ermesinde   

 

Aproveite, ehehe  10-02-2009 22:32:33 Resposta por Phantom   

 

300  10-02-2009 23:27:30 Resposta por Inácio   

 

Fie-se na virgem...  11-02-2009 0:32:33 Resposta por Delgado   

 

esperas com .300WM  11-02-2009 8:46:45 Resposta por alvaro   

 

Que bem que aqui se está!  11-02-2009 10:23:13 Resposta por Phantom   

 

EhEhEh...  11-02-2009 10:39:30 Resposta por Trevil   

 

receita de coraçao javali  11-02-2009 11:16:53 Resposta por alvaro   

 

Feijões.  11-02-2009 12:24:10 Resposta por Trevil   

 

Novato  11-02-2009 11:11:50 Resposta por Fernandes   

 

confrade NOVATO  11-02-2009 11:28:09 Resposta por alvaro   

 

Chega e sobra!  11-02-2009 12:10:32 Resposta por Trevil   

 

Chega e sobra!  11-02-2009 12:15:18 Resposta por Trevil   

 

Confrade Novato  11-02-2009 13:36:42 Resposta por Ermesinde   

 

British  11-02-2009 16:03:22 Resposta por Phantom   

 

ops.  11-02-2009 16:09:58 Resposta por Phantom   

 

Obrigado!  11-02-2009 17:22:01 Resposta por Trevil   

 

garantias  11-02-2009 17:49:22 Resposta por Phantom   

 

Mais obrigados!  11-02-2009 18:15:03 Resposta por Trevil   

 

300wm  11-02-2009 16:33:23 Resposta por Fernandes   

 

Finalmente  13-02-2009 19:31:52 Resposta por turra   

 

Caro confrade Turra,  13-02-2009 23:20:58 Resposta por Phantom   

 


Diz-me que balas usas, dir-te-ei quem és, eheheh 

Visualizações 8937

Phantom  02-02-2009 17:04:24
 
 


Aqui entre nós, que ninguém nos ouve, convenhamos que as questões das munições de caça grossa não assumem em Portugal tanta importância como noutros países, quer por não dispormos de grandes fabricantes nacionais (pelo menos que eu saiba), quer por não termos animais perigosos que exijam muito da estrutura dos projécteis, dos fulminantes e das cargas, quer até por o número de tiros que damos durante o ano ser manifestamente ridículo quando comparado com os que outros dão.

Não obstante o que se deixou dito, temos seguramente direito a discutir a coisa quando queremos, quando nos dá na gana, quanto mais não seja para nos entretermos. Deixo-vos aqui a minha perspectiva sobre o assunto, que tem o valor que tem (pouco ou nenhum, naturalmente eheheh).



OS FABRICANTES DAS MUNIÇÕES

Como não podia deixar de ser, a maior parte dos fabricantes de munições (projécteis e cargas) comerciais para carabinas (center-fire rifles) é americana, embora nalguns países europeus também haja quem as desenhe e produza (na Alemanha, Suécia, República Checa, entre outros).

Porém, convém aqui fazer uma destrinça importante: uma coisa é desenhar e produzir projécteis (balas), outra é produzir cargas (invólucro + pólvora) usando essas balas. Isto é, muitas das caixas à venda no mercado têm duas marcas comerciais impressas, uma do fabricante da bala, outra da carga, ainda que a malta não preste grande atenção ao facto.

São conhecidos fabricantes de balas, com modelos registados:

- Sierra
- Nosler
- Barnes
- Swift
- Speer

São conhecidos fabricantes de cargas (invólucro + pólvora), que incorporam nas suas munições balas desenhadas e produzidas por outros:

- Federal
- Norma
- Sellier & Bellot

Obviamente, tanto a Norma como a Sellier & Bellot também desenham e produzem balas próprias para as suas munições, até porque por questões óbvias estas tendem a ficar mais baratas do que quando incorporam produtos de terceiros. São próprias da Norma, por exemplo, os projécteis oryx, vulcan, alasca e plastic point.

Ora, se ficam mais baratas as munições feitas com o chumbo e cobre da casa, porque raio hão-de recorrer a projécteis de terceiros, perguntarão os confrades. Porque algumas das balas em causa provaram a seu valor pelos quatro cantos do mundo, durante anos a fio, e algumas conseguiram-no mesmo sem incorporarem tecnologias novas como a fusão química ou revestimentos lubrificantes.

Já todos vós ouviram falar da bala Trophy Bonded Bear Claw, seguramente. Aposto que em cada dez de vós, nove pensam que foi desenvolvida pela Federal, ehehehe, pois só nos chega por essa marca. Pois parece que não só não foi desenvolvida pela Federal como nos Estados Unidos é usada e vendida por outros fabricantes de munições, como a Speer.

Algumas das balas podem até ser oferecidas por vários fabricantes de munições. Os projécteis Nosler, por exemplo, aparecem nas munições Federal e Norma; as Barnes, para além de nestes dois últimos fabricantes, aparecem também nas Sellier & Bellot.


OS PROJÉCTEIS

Nesta coisa das balas, como em quase todas as outras, não há grande consenso. Seja porque ninguém tem toda a razão, em todos os cenários, seja por haverem interesses comerciais óbvios, cada fabricante vende o seu peixe da melhor forma que pode e sabe.


Tipos de projécteis

As balas são divisíveis em diversas categorias, sendo que estas assumem a designação que cada um quiser. Há balas de cobre maciço, de cobre com chumbo, de liga com chumbo, com ponta de polímero, ponta de alumínio, núcleo quimicamente fundido à camisa, anéis triplos, lubrificação externa de tipo moly, lubalox ou outro, traseira em forma de barco (boat tail), expansão em pétala controlada, ponta oca, rebordo invertido, estrutura dividida ao meio, camisa reforçada, etc, etc, etc. E a parte gira é que se quisermos ir mais longe, podemos entreter-nos a fazer combinações de características, coisa cada vez mais comum.

Bem, é altura de botar uma imagem nisto, para que se perceba:


Image Hosted by ImageShack.us




As Super-Categorias

Uma vez que é possível associar os projécteis a incontáveis grupos, convém dividi-los de forma mais simples, em super categorias. Cada um fá-lo-á como quiser, naturalmente, mas pessoalmente prefiro ver a coisa assim:


MUNIÇÕES BONDED, com núcleo fundido à camisa

Image Hosted by ImageShack.us



Uma das formas encontradas para conferir rigidez aos projécteis, aumentando a retenção do peso e evitando a sua desfragmentação durante o impacto inicial e penetração subsequente, consiste em provocar, durante o processo de fabrico das balas, a fusão do chumbo do núcleo ao cobre das camisas, quer por processos químicos, quer por fundição. Isto impede que o chumbo se separe do cobre quando atinge os alvos, permitindo a expansão da munição de forma controlada e mantendo quase intacta a segunda metade da bala.


Usam esta tecnologia os seguintes projécteis:

- Trophy Bonded Bear Claw
- Nosler Accubond
- Norma Orix
- Swift Scirocco
- Trophy Bonded Tip


MUNIÇÕES DE ESTRUTURA DIVIDIDA

Image Hosted by ImageShack.us



Outra das formas para atingir os objectivos acima referidos passa pela divisão estrutural da bala em forma de H ou de A. A parte da frente da munição expande-se com o impacto mas a parte de trás tende a conservar a sua integralidade. Note-se que, por o chumbo dos núcleos não se encontrar fundido com o cobre da camisa, pode ocorrer a separação do mesmo aquando do impacto, em especial se os projécteis forem disparados por armas de grande calibre a distâncias curtas e contra superfícies duras.

São exemplos deste tipo de projécteis:

- Nosler Partition
- Swift A-Frame


MUNIÇÕES SÓLIDAS ou com cavidades, mas de um único metal ou liga

Image Hosted by ImageShack.us



Alguns fabricantes parecem não se preocupar muito em fundir núcleos e camisas ou em dividir estruturalmente os seus projécteis. Na verdade, fazem-nos da forma mais simples e óbvia: produzem um bloco sólido ou com uma cavidade para provocar expansão, mas feito de um único metal ou liga. Inexistem assim quaisquer núcleos ou camisas.

São de referir aqui os seguintes projécteis:

- Barnes Triple Shock X
- Barnes Banded Solid
- Woodleigh Solid


MUNIÇÕES SIMPLES, de núcleo de chumbo e camisa de cobre não fundidos

Image Hosted by ImageShack.us



A par dos projécteis atrás referidos, muito fabricantes disponibilizam balas simples, de núcleo de chumbo e camisa de cobre não fundidos, e sem separação estrutural a meio. E fazem tal coisa porque para alguns tipos de caça não é preciso mais do que uma amálgama de metal. Estes projécteis são altamente expansivos, fragmentáveis, tendencialmente pouco penetrantes em materiais duros e transferem a energia aos alvos muito rapidamente.

São exemplos deste tipo de projécteis:

- Sellier & Bellot HPC
- Sellier & Bellot SP
- Nosler Ballistic Tip
- Norma Plastic Point
- Norma Vulcan
- Norma Soft Point
- Norma Alaska
- A maioria das balas baratas


MUNIÇÕES DE PONTA AERODINÂMICA

Image Hosted by ImageShack.us



Por questões de aerodinâmica, com vista a aumentar a velocidade e a precisão, evitando que os projécteis descaiam sobremaneira quando atirados a distâncias maiores, alguns fabricantes terminam a parte frontal das balas de forma ponteaguda, usando para tal tampas em cobre, liga de alumínio ou bicos de polímero. Para além de melhorar os coeficientes aerodinâmicos das munições, este processo impede que os narizes se deformem nos carregadores, permitindo até carregamentos mais suaves nas armas semi-automáticas.

São exemplos deste tipo de projécteis:


- Trophy Bonded Tip
- Sellier & Bellot HPC
- Barnes Tipped Triple-Shock
- Nosler Ballistic Tip
- Swift Scirocco
- Norma Plastic Point
- Winchester super-X Silvertip


MUNIÇÕES ANELADAS, ou com estrias horizontais

Image Hosted by ImageShack.us



A Barnes tem feito alarido da eficácia dos anéis apresentados nalguns dos seus projécteis, reclamando que provocam vários choques durante o embate – daí o nome Triple Shock. Seja ou não mera acção de propaganda, a verdade é que outros fabricantes começaram a pegar na ideia, e tal pode ser facilmente constatado na novíssima Trophy Bonded Tip, comercializada pela Federal (ainda não chegou cá porque primeiro temos de gastar as Trophy Bonded Bear Claw que mandámos vir no último contentor, eheheh).


MUNIÇÕES LUBRIFICADAS

Image Hosted by ImageShack.us



Não é coisa que nos preocupe muito, a nós portugueses, mas os americanos têm andado entretidos, desde o princípio da década de 1990, a desenvolver formas de lubrificar as munições, aplicando produtos químicos nos projécteis.

Supostamente, as vantagens são mais que muitas: reduzem pressões, fricção e calor, melhoram a precisão, impedem que resíduos de cobre fiquem agarrados às estrias, não são tóxicos (são amigos do ambiente), permitem mais tiros entre sessões de limpeza, protegem a camisa das balas fazendo com que pareçam novas, etc, etc, etc.

Os tipos de lubrificantes mais comuns são o Moly-Coating (Molybdenum Disulfide) e o Lubalox (Óxido Negro), este último registado pela Winchester, embora pareçam haver outros.

Fabricantes como a Barnes, Hornady, Winchester têm no mercado internacional balas revestidas com lubrificantes, e mesmo cá podemos encontrar nas lojas algumas munições desse tipo, produzidas pela Barnes e comercializadas pela Sellier & Bellot (Barnes XLC Coated Bullets).


AS CARGAS, INVÓLUCROS E FULMINANTES

Quanto a cargas, invólucros e fulminantes, não me vou alargar, por um lado porque me parece que ficaremos sempre bem servidos se usarmos munições produzidas por qualquer dos fabricantes referidos (de projécteis e de munições integrais), e por outro porque, não tendo nós por cá animais perigosos ou de grande porte, nada de muito grave acontece se a seguir ao “click” da agulha não se seguir o tradicional “caboooom” da pólvora.

Mas digo-vos isto: há uns anos atrás a Federal desenvolveu um tipo de cartuchos específicos a que chamou de High Energy (alta energia), que desapareceu aquando da última reformulação da designação das munições. Pessoalmente, achava piada ao estouro daquilo pois com uma munição de 180 grains de alta energia podíamos provocar muito mais destruição do que se usássemos uma de munição normal de 220 grains, coisa que muito alegre me deixava, como devem imaginar. E se a bala fosse de núcleo fundido, então a festa ainda era maior, pois penetrava bem mais fundo.

Estas munições não eram, contudo, aconselháveis para armas semi-automáticas, pois aceleravam os ciclos de recarga e aumentavam consideravelmente as pressões dos gases.


CONCLUSÕES

Cada um que tire as suas, naturalmente, ahahah. Se bem se lembram, lá em cima disse que nenhum dos fabricantes tem a razão toda do seu lado, em todas as situações, e seguramente não haverá nunca um produto que se entenda perfeito para todos os tipos de caça. Mas há coisas onde a malta tende a concordar, até porque a generalidade dos fabricantes para lá caminham.

Concretizando, acho que as balas Bonded, de núcleo de chumbo fundido à camisa de cobre são fenomenais. Uma Trophy Bonded Bear Claw em .300 win mag fura um toro de pinheiro verde com 25 cm de diâmetro sem grande esforço, ou duas paredes de tijolo rebocado a cimento. Mesmo em 30.06 sprg, varará um porco de uma ponta à outra e ainda procurará um segundo que em linha possa estar.

Parece-me muito boa ideia a utilização de polímeros aerodinâmicos nas balas, para que descaiam menos e não se deformem quando andam nos bolsos ou no carregador, e também porque ajudam bastante à expansão controlada das munições.

Quanto às balas de estrutura dividida, usei durante algum tempo a Nosler Partition e devo dizer que é uma munição muito boa também, embora volta e meia tenha visto o chumbo da segunda metade da bala saltar fora do encaixe.

A nível de previsões para o futuro, parece-me que as munições caminham para modelos que reúnam as melhores características encontradas noutros. Olho para a Federal, por exemplo, e fico satisfeito por ver que a próxima 30.06 sprg a chegar a Portugal, a Trophy Bonded Tip, tem em si os melhores aspectos passíveis de serem encontrados noutras balas de outros fabricantes. Vejo nela o núcleo de chumbo fundido com o cobre da camisa, uma ponta de polímero aerodinâmica, anéis do tipo usado pela Barnes e até uma cauda em Boat Tail (cauda de barco) usado pelas fenomenais Sierra MatchKing de competição. Vejam se gastam as antigas Trophy Bonded Bear Claw que ainda têm aí por casa para que os nossos armeiros importem das novas, eheheh (as antigas já não serão mais vendidas, pela Federal, em 30.06 sprg).

Image Hosted by ImageShack.us



Ainda não experimentei as Nosler Accubond, mas pelo que se lê na net também devem ser de se lhes tirar o chapéu. Digo eu, que não percebo um corno disto ;)

_____________________________

Nota importante: Se errarem na escolha das balas mais adequadas para cada situação ainda assim matarão porcos, estejam descansados. Erros mais comuns:

- O uso de balas Bonded a muito curtas distâncias (Trophy Bonded Bear Claw, por exemplo) pode não permitir que estas se expandam convenientemente. Podem simplesmente atravessar o porco quase como o fariam balas militares, em especial na zona das costelas, deixando-o com vontade de correr um bom bocado antes de se sentar. Isto vale para balas de calibres mais ligeiros, claro, não para aquelas maiores e que estragam logo 6 ou 8 kg de carne, ahahah.

- O uso de balas simples (não bonded e não divididas estruturalmente) a distâncias mais largas pode dar bronca, pois a penetração em osso e músculo depende em muito da capacidade de retenção de peso das munições (convém que não se separem as partes e que não se fragmentem excessivamente).


LINKS ÚTEIS:

Federal:
http://www.federalpremium.com/products/rifle.aspx

Norma:
http://www.norma.cc/content.asp?Typ=26&Lang=2&Submeny=2&Rubrik=Hunting%20bullets

Sellier & Bellot:
http://www.sellier-bellot.cz/rifle-ammunition.php?product=12

Nosler:
http://www.nosler.com/?p=3&bullet=5

Barnes:
http://www.barnesbullets.com/information/product-news/publication-mentions/new-triple-shock-x-bullet/

Hornady:
https://www.hornady.com/shop/?ps_session=f5acf901419a4d95658657fa4e7eec3e&page=shop%2Fbrowse&category_id=ffd8e51c7827b4eed2fb35a333f4eafb

Sierra:
http://www.sierrabullets.com/

 
                                >> Responder