Caça Menor      

 

 

Colimadores laser de colocação na câmara  04-02-2009 21:45:37 Escrito por Phantom  (18 Respostas)  

 

Phantomania...he he he he  04-02-2009 23:31:51 Resposta por vasco pereira   

 

Collimators  04-02-2009 23:34:00 Resposta por Ermesinde   

 

Laser bore sight  05-02-2009 10:21:59 Resposta por Phantom   

 

Esqueci-me de uma coisita sobre as 9,3  05-02-2009 10:33:06 Resposta por Phantom   

 

colimador olho humanus  05-02-2009 13:21:58 Resposta por Jaime   

 

Mai nada!!  05-02-2009 14:53:03 Resposta por Phantom   

 

Confrade phantom  06-02-2009 0:55:58 Resposta por vasco pereira   

 

Ops, por pouco escapava-me  06-02-2009 16:11:09 Resposta por Phantom   

 

Confrade Phantom  07-02-2009 1:53:24 Resposta por vasco pereira   

 

Confrade Phantom  07-02-2009 1:54:03 Resposta por vasco pereira   

 

caça e guerra  07-02-2009 11:58:06 Resposta por Jaime   

 

Eheheheh  08-02-2009 19:50:23 Resposta por Phantom   

 

confrade Phantom  10-02-2009 17:46:02 Resposta por alvaro   

 

Colimador .300  10-02-2009 18:51:31 Resposta por Phantom   

 

colimadores laser  10-06-2010 16:09:00 Resposta por lreis   

 

Para chatear um bocadinho...  11-02-2009 22:59:38 Resposta por Pedro Jorge   

 

eheheh  11-02-2009 23:12:25 Resposta por Phantom   

 

Informação  07-05-2017 17:25:16 Resposta por JoseCardoso   

 


Laser bore sight 

Visualizações 1697

Phantom  05-02-2009 10:21:59
 
 

Caro confrade Vasco Pereira,

Vim agora mesmo de ler o seu post e muito satisfeito fiquei por ter manifestado nele a sua honesta opinião, independentemente de ser ou não igual à minha nalgumas matérias, eheheeh. Aliás, porque presumo que fique igualmente satisfeito por me ler, devo dizer-lhe o seguinte:

Palavras suas: “As razões da escolha dum 30.06 nunca pde ser falta de recuo ou pela abundancia de proteses dentárias na boca do atirador, então ninguem atitava com 300, 375 etc.......”

Pessoalmente, apenas gosto de levar encostos da namorada. Por vezes acho também piada aos pinotes das armas, mas geralmente esse sentimento tende a mudar ou mesmo a desaparecer à medida que o número de tiros consecutivos que dou aumenta. Para além da questão da piada, há outra coisa que me preocupa quando dou muitos tiros com calibres maiores: a tendência para antecipar os pinotes e fechar os olhos, em especial quando estamos na brincadeira com alvos. Para o confrade, a história dos recuos maiores e da tendência para antecipar o recuo pode parecer irrelevante, mas já em 1940, em vídeos militares usados nos EUA para treino dos marines, a coisa era leccionada e devidamente tratada (pode ser que em dia destes eu fale aqui sobre isso).

Quer-se com isto dizer que devemos escolher o calibre que menor pinote nos dê, desde que bastante para cumprirmos a tarefa que temos em vista.

Quanto aquilo das próteses dentárias, parece-me ser uma expressão gira de usar, pelo que lhe deito a mão sem qualquer problema. Mas fique descansado que, tanto eu tenha conhecimento, nem mesmo os coices de uma 416 Rigby ou de uma 500 Nitro Express conseguem fazer saltar o chumbo dos dentes à malta.


Palavras suas: “Em relação ao 9,3..... outra superficialidade! e um calibre não menos versátil..... apenas foi construido para tiros para animais mais pesados, e que foi adapatao ás nossas utilizações europeias. Ao contráro do que disse é um calibre muito sensivel aos prjecteis escolhidos!!! tal como o 30.06 e 99% dos calibres”


Boa, ehehehe. Se a sensibilidade que preocupa o confrade tem a ver com precisão, deveria ter-se preocupado com isso antes de comprar a arma, pois poucas devem ser as criaturas ao cimo da terra que não sabem que os calibres .30 são dos mais precisos e exactos (para não lhe dizer directamente que são “os em vez “dos”), estejamos a falar do 30.06 springfield ou do .308. E desejo-lhe muito boa sorte ao tentar demonstrar o contrário, pois suspeito que vai precisar. Nunca ouvi falar de provas de tiro de precisão oficiais com 9,3x62, caseiras ou internacionais.

Lá se vai a preocupação com a sensibilidade das munições em 9,3 por motivos de precisão, né? Mas mesmo que exista, os dados dos coeficientes balísticos são facultados à borla pelos fabricantes das munições, pelo que com o toque de um dedo sacará logo a informação toda da net. Ah, já agora, reparará, seguramente, nessa sua pesquisa, que alguns dos maiores fabricantes mundiais nem se dão ao trabalho de produzir munições para esse calibre.


Palavras suas: “Em relação aos colimadores tem quase quase razão......mas eles apenas servem para duas coisas...... lamento se alguem vai ficar triste mas......é mesmo assim!
Servem para fazer a afinação grossa das miras telescópicas, e rectificar se houve danos depois de uma queda! se uma mira foi bem montada...... raramente altera a sua afinação.
Nunca utizar um colimador, seja ele qual for, para fazer a afinação total de uma mira seja ela diurna ou nocturna, e não fazer a afinação com tiros a alvos ás distancias pretendidas.”

Eheheheh, eu julgo que ninguém vai ficar desiludido porque ninguém espera acertar a arma unicamente com o colimadores, sem dar dois ou três tiros de confirmação de seguida. Aliás, se ler o tópico, encontrará lá isto:

“Mais, ao preço a que estão as balas, os colimadores são pedra angular numa primeira aproximação da linha do cano às linhas do retículo, evitando que gastemos munições que nem chegam a tocar no alvo, se este for pequeno”

Quanto às distâncias de acerto, também foram referidas no tópico. Assim como foram mencionadas as vantagens da utilização dos colimadores, como a facilidade de constatar “desacertos” sem stress, sem fazer barulho.


Por fim, no que se refere a objectivas, virá o tempo em que aqui no fórum haverão tópicos sobre objectivas e máquinas fotográficas, seja com meras opiniões ou coisas mais assentes. Porém, uma vez que o confrade até está no meio da coisa, porque não alinhavar um textito sobre isso aqui para a malta? Acredite que todos temos uma fome incrível de conhecimento. E nem somos esquisitos! Tudo o que vier à rede é peixe, eheheh


Confrade Ermesinde:

Não lhe recomendo os americanos por dois motivos:

1 – Existe a possibilidade de o embrulho ir parar à alfândega e de os encargos para o tirar de lá, bem como o trabalho e tempo dispendidos, não justificarem a diferença de preço.

2 – O colimador americano, pelo menos o que me chegou, não tem botão ligar/desligar, o que significa que com as pilhas metidas está sempre a mamar corrente. Mais, o feixe laser, até entrar na câmara, pode passar pelos olhos, coisa que não se quer.

Podem mandar vir uns e outros (americanos ou alemães) do ebay.com (americano) ou do ebay.co.uk (inglês) - ou do ebay.es (espanhol) se importarem os números dos artigos encontrados nos outros dois ebay’s referidos.

Usem o termo “Laser bore sight” e “Collimator”, e encontrarão carradas deles.

 
                                >> Responder