Caça Menor      

 

 

Um dia da lua de Novembro...  02-11-2009 13:49:17 Escrito por xico86  (26 Respostas)  

 

Lá se salvou a lua  02-11-2009 14:42:59 Resposta por Phantom   

 

Cogumelos  02-11-2009 16:03:06 Resposta por luisnovais   

 

Fervura  02-11-2009 16:36:22 Resposta por Inácio   

 

Confrade Inácio  02-11-2009 17:02:01 Resposta por luisnovais   

 

Cogumelos  02-11-2009 17:19:27 Resposta por Phantom   

 

Confrade Fantasma  02-11-2009 17:26:18 Resposta por luisnovais   

 

OK  02-11-2009 18:01:51 Resposta por Inácio   

 

ferve quanto tempo  02-11-2009 18:10:53 Resposta por luisnovais   

 

pucaras  02-11-2009 18:32:41 Resposta por Inácio   

 

Obrigado...  02-11-2009 19:00:56 Resposta por luisnovais   

 

confrade luis novais  02-11-2009 20:13:17 Resposta por tourcoing59   

 

CUIDADO COM OS COGUMELOS  02-11-2009 17:52:17 Resposta por puka & drack   

 

Todos os cogumelos são comestíveis...  04-11-2009 19:54:02 Resposta por hernethehunter   

 

Hummm...  02-11-2009 18:23:49 Resposta por Pedro Jorge   

 

Parabéns Confrade Ricardo  02-11-2009 16:04:51 Resposta por MIGUEL PEREIRA   

 

A epopeia dos cogumelos, em fotos lolol  02-11-2009 19:42:17 Resposta por Phantom   

 

confrade luis novais  02-11-2009 20:26:08 Resposta por tourcoing59   

 

comida...  02-11-2009 20:41:38 Resposta por Inácio   

 

Comida...para os porcos  02-11-2009 21:53:32 Resposta por Jaime   

 

Hum  02-11-2009 22:10:08 Resposta por Phantom   

 

Antes de mais...  03-11-2009 0:10:18 Resposta por xico86   

 

Cocos para os porcos  04-11-2009 20:10:12 Resposta por hernethehunter   

 

Cocos  04-11-2009 20:46:47 Resposta por Phantom   

 

Cocos  04-11-2009 22:20:31 Resposta por Jaime   

 

Mais cocos: Confrades Phantom e Jaime  05-11-2009 22:49:34 Resposta por hernethehunter   

 

Bonito serviço  04-11-2009 10:44:47 Resposta por jonas   

 


Um dia da lua de Novembro... 

Visualizações 1334

xico86  02-11-2009 13:49:17
 
 

O dia começou de forma diferente…o despertar pelas 6 horas tirou todos da cama.
Após uma noite mal dormida, tomamos o pequeno-almoço e seguimos para a caçada aos coelhos que há muito tinha sido marcada…

Neste dia ia ser diferente, eu e o meu “parceiro” íamos ter à nossa disposição uma repórter muito especial, mãe e esposa, respectivamente.
Apesar de há muitos anos nestas andanças, e de já algumas caminhadas às perdizes, esta era a sua primeira caçada aos coelhos. À chegada da herdade, os indícios eram os mais animadores, coelhos por toda a parte, e obviamente mais buracos que coelhos…

Não sendo grandes especialistas neste tipo de caça, e sendo os dois bastante desleixados, lá reparamos que na cartucheira só constava o chumbo 7 das perdizes. Não sendo o mais apropriado, mas seguindo a velha máxima do “se lhe der, ele fica” saímos a caçar.

A caçada tinha sido marcada por convite, e como tal alguns dos caçadores eram desconhecidos. Após a divisão dos caçadores em 2 grupos, ficamos a caçar com 2 senhores, especialistas no coelho. Conheciam bem o terreno e foram dando algumas dicas, uma vez que eu e o meu pai não tínhamos cães. Lá prosseguimos a caçada e alguns coelhos foram caindo, o trabalho dos cães era louvável, sendo apenas interrompido pelo excesso de covas que por lá havia. O tiro fazia-se rápido por entre mato rasteiro e antes dos orelhudos ficarem “guardados” para não mais sair. Assim se foi passando a manhã até o calor se fazer sentir de forma mais forte, e decidimos parar pelo meio-dia.

A nossa repórter ficou cliente, e não era para menos dada a quantidade de coelhos. Lá nos ia avisando quando algum se escapava à nossa vista, com gritos que espantavam mais do que o que ajudavam…

A cordialidade foi uma constante, e demonstrou que ainda há Senhores, que mesmo sendo nossos desconhecidos são autênticos Cavalheiros, no trato e na compreensão por quem não tem muita prática nestas andanças “coelheiras”.

Image Hosted by ImageShack.us


Image Hosted by ImageShack.us


As minas...
Image Hosted by ImageShack.us


O trio
Image Hosted by ImageShack.us


Após almoço, lá rumamos a norte na tentativa de ainda chegar a tempo de fazer uma “esperinha”…
Os cevadouros não apresentavam os melhores indícios, uma vez que a bolota agora ocupa grande parte da dieta dos porcos. Na 6ª feira passada, as 5 horas de espera quer dum, quer doutro, foram infrutíferas, mas havia que ter fé.

Chegamos a queimar aos respectivos cevadouros, já com a noite a entrar por volta das 17h45. Lá assentei arraiais no local escolhido e por ali fiquei. Por volta das 18h15 recebo a primeira sms, o meu pai já tinha companhia, um macho de 80 kg. Foi rápido! -pensei eu, o homem anda em maré de sorte… Ás 18h30 recebo a sms a anunciar o tiro, mas desta vez teríamos que pistear…

Aguardei mais um pouco e por volta das 19h30 decidi ir ter com o meu pai. Havia sangue no cevadouro, mas pouco. Ele dizia que o porco caiu ao chão e só ficou a dar à pata, e enquanto o diabo esfregava o olho, se levantou e pôs a monte. Lá seguimos as deambulações nocturnas, e nem rasto de sangue, descemos cerca de 150 metros, e no fundo do monte, perto do ribeiro lá estava o bicho com um tiro de coração.
Cada vez me surpreende mais a capacidade destes bichos encaixarem os tiros, mas desta vez não levou a melhor…

Era já um bom porco, com umas ricas navalhas….
Lá tiramos as tripas e há que puxar o bicho monte acima pó carro…e pesado que era ainda assim!

Image Hosted by ImageShack.us


Image Hosted by ImageShack.us


Image Hosted by ImageShack.us


Ás 9h30, já estava o bicho desmanchado, e ainda deu tempo de ver o SLB a lerpar….eheheh
E assim foi um dia de caça.
Podia-se pedir melhor??

Saudações à confraria

Ricardo Almeida

 
                                >> Responder