Caça Menor      

 

 

UMA ENTREVISTA A UM CERTO TAXIDERMISTA:  16-11-2009 13:41:11 Escrito por António Luiz Pacheco  (11 Respostas)  

 

Bem António Luiz, é desta...  16-11-2009 14:55:14 Resposta por paulo farinha   

 

Não vou lá?????  16-11-2009 15:44:42 Resposta por António Luiz Pacheco   

 

Também  16-11-2009 17:03:15 Resposta por MIGUEL PEREIRA   

 

Ora então, a pedido de várias familias, lol...  16-11-2009 19:37:55 Resposta por paulo farinha   

 

AH! Ladrão...  16-11-2009 19:56:41 Resposta por António Luiz Pacheco   

 

Estamos tramados  16-11-2009 20:11:14 Resposta por MIGUEL PEREIRA   

 

Pois... um gato branco...  16-11-2009 21:32:43 Resposta por António Luiz Pacheco   

 

pois...  16-11-2009 22:13:27 Resposta por Inácio   

 

Confrade, não se preocupe  16-11-2009 22:22:06 Resposta por paulo farinha   

 

Paulo Farinha... nem de propósito!  16-11-2009 23:58:16 Resposta por António Luiz Pacheco   

 

Lindo!  17-11-2009 19:03:00 Resposta por NCR2009   

 


UMA ENTREVISTA A UM CERTO TAXIDERMISTA: 

Visualizações 1508

António Luiz Pacheco  16-11-2009 13:41:11
 
 

Andava aqui a remexer no computador e fui dar com isto!
Para quem o conhece, do "Manhoso empalhador de Alcanhões" como foi chamado, e para os que o frequentamos... sabemos que vindo dali tudo
é possível!

O Pedro Vitorino da "Caça e companhia", sem saber no que se ia meter, entendeu certa vez fazer-lhe uma entrevista... e ele telefonou-me logo:
"António Luiz temos de f...r... a cabeça e a entrevista áquele gajo!"

Bom e vai daí saiu esta peça... que envio para desopilar!

O Pedro até ficou azul quando recebeu as respostas... depois desconfiou e ligou-me a desabafar e logo dizia: "Eu logo vi que tinhas de estar metido nisto! Vão-se lixar os dois com as vossas gracinhas!"

Depois o Carlos lá lhe mandou então a coisa como devia ser!
Mas nos rimos bastante a cozinhar as respostas....

Aliás é o que se faz mais naquele "atelier": Rir muito!
Chegamos a sintonizar a rádio no serviço de trânsito só para gozar e imaginar
a malta enfiada dentro dos carros... e a malta em Alcanhões a gozar! Ah!ah!ah!
Aos Confrades das grandes cidades, a próxima vez que estiverem num daqueles
engarrafamentos clássicos, lembrem-se que podem estar uns maduros a ouvir e
a rir que nem doidos

Também quando está bom tempo, sobretudo no Verão juntamo-nos á tardinha,
leva-se um petisco e vá de gozar o privilégio de viver nestas bandas, sem o CCB
nem a Feira Industrial... eh!eh!eh!


CAÇA & COMPANHIA ENTREVISTA A CARLOS FERREIRA:

- Como surgiu o interesse pela caça?

Quando era pequeno, éramos muito pobres e passávamos muita fome! Um dia o meu pai fez-me uma fisga e disse-me: “Filho tens de fazer pela vida!”
Como havia até muitos ratos lá em casa, eu fui-me aguentando e assim surgiu o caçador!

- Os primeiros passos na sua profissão?

Começando a sentir a necessidade de conservar ratos e outros pequenos animais para os comer mais tarde, surgiu então o taxidermista! Mas, como era muito pobre e andava descalço, os primeiros passos custaram muito!

- Maiores dificuldades?

Aturar gajos como o pessoal das revistas com perguntas cretinas…

- O lado compensador?

Poder gozar com eles respondendo a estas entrevistas!

- Conselho para quem se queira iniciar nesta profissão:

Aprenda rapidamente outro ofício … isto dá para poucos e não preciso de concorrência!

Divirtam-se

 
                                >> Responder