Caça Menor      

 

 

Carabinas...  30-03-2010 17:28:33 Escrito por Pires  (29 Respostas)  

 

Confrade Pires  30-03-2010 18:36:55 Resposta por luisnovais   

 

Compra de carabina  30-03-2010 19:16:50 Resposta por João Biscaia   

 

Confrade pires...  30-03-2010 21:23:38 Resposta por alvaropitas   

 

Confrade Pires: a remington 7400, passou para 750  31-03-2010 9:52:22 Resposta por luisnovais   

 

Confrade Pires  31-03-2010 12:05:00 Resposta por António Luiz Pacheco   

 

Já que falam em mim...  31-03-2010 14:20:29 Resposta por Pedro Jorge   

 

Confrades : Pires e Luiz Pacheco  31-03-2010 14:46:27 Resposta por luisnovais   

 

Confrade Luis Novais  31-03-2010 15:16:48 Resposta por António Luiz Pacheco   

 

Confrade Luiz Pacheco...  31-03-2010 17:01:40 Resposta por luisnovais   

 

Confrade Pires:  31-03-2010 18:09:57 Resposta por António Luiz Pacheco   

 

BOLAS ENGANEI-ME  31-03-2010 18:16:16 Resposta por António Luiz Pacheco   

 

Medidas...  02-04-2010 0:41:51 Resposta por Pires   

 

Confrade Pires...  02-04-2010 12:26:03 Resposta por António Luiz Pacheco   

 

Ensaiar a carabina no armeiro  02-04-2010 17:04:01 Resposta por Luis Paiva   

 

Posso estar errado...  03-04-2010 1:02:26 Resposta por António Luiz Pacheco   

 

O Correr a Mão  03-04-2010 21:35:17 Resposta por Filipe Domingos   

 

O Confrade Antônio Pacheco está com a razão...  04-04-2010 3:51:56 Resposta por hernethehunter   

 

Correr a mão II  04-04-2010 11:11:40 Resposta por Filipe Domingos   

 

''Dança''  04-04-2010 20:51:57 Resposta por Inácio   

 

Swing  04-04-2010 23:42:53 Resposta por Pedro Jorge   

 

Confrade Inácio ... e o Glen Miller?  05-04-2010 0:04:44 Resposta por António Luiz Pacheco   

 

Há swings e swings ...  05-04-2010 9:46:35 Resposta por Luis Paiva   

 

Vais à pesca?  05-04-2010 10:13:26 Resposta por Filipe Domingos   

 

mais uma achega  02-04-2010 23:32:12 Resposta por Pedro Jorge   

 

Confrade Pedro Jorge:  03-04-2010 0:53:09 Resposta por António Luiz Pacheco   

 

A cada cabeça ...  31-03-2010 15:33:42 Resposta por Luis Paiva   

 

ORAÌESTÀ....  31-03-2010 18:13:10 Resposta por António Luiz Pacheco   

 

Correr a mão  05-04-2010 14:12:26 Resposta por joaoacabado   

 

agradecimentos aos amigos Pedro e João  19-06-2010 1:01:19 Resposta por mariofrade   

 


A cada cabeça ... 

Visualizações 728

Luis Paiva  31-03-2010 15:33:42
 
 

... sua sentença.
Quantos caçadores somos na actualidade?
A época passada eramos cerca de 153.000 licenciados.
Destes, se calhar um tanto abusivamente, imagino que aí, pelo menos, uns 20% têm uma ou mais armas de cano estriado.
Como disse em tempos un outro Engenheiro, "é só fazer as contas" 150.000/5=30.000.

Deixem-me pois, por hipótese, admitir que há 30.000 ou mais, proprietários de carabinas em Portugal.
Quantas opiniões diferentes acham que haveria se lhes fossemos perguntar qual a arma que aconselhariam?
Se a disponibilidade o permitisse e jogando também, com tipo de mecanismo de carga, calibre e modelo, até admito que pudessem aparecer quase tantas preferências como interessados, eh,eh,eh ...

O mesmo para os calibres. A Confraria que repare que, para a nossa fauna que nem é assim tão extensa em termos de diferentes desafios (Temos o quê? dois ou três animais a que caçar por cá? E será que, verdadeiramente, exigirão estes o uso de poder de fogo tão manifestamente distinto?), há gostos e preferências a abarcar um leque de armas e munições que, noutras paragens e circunstâncias com opções bem mais numerosas e, de longe, mais distintas umas das outras em termos de massa coprporal e de intensidade de Caça, se calhar até nem se colocam.

Há quem cace o javali com calibres que vão do .270 ao .375 ( e até aos .44 marlin). Dos magnuns de trajectória tensa e velocidade, até aos "grossos" europeus de "massa" e impacto.
Perguntando, todos temos as nossas preferências, por vezes até nem conhecendo bem as alternativas.
Isto, já para não falar nas muniçoes com as suas gramagens e diferentes pontas.

Entre, tipo de arma, marca comercial, calibre, peso do projéctil e tipo de ponta, haverá seguramente 10.000 opções diferentes que são utilizadas a cada época na Caça maior cá no burgo ....

Eh, eh, eh, como é que que não haveria que dar assunto para discutir?
Se utilizássemos todos a mesma ferramente isto seria tão monótono como no "exército" e o desenvolvimento tecnológico estagnaria por falta de concorrência comercial.
E depois, aqui, nós iamos falar de quê?

Para não fugir à regra do meu exemplo, informo que, há tempos entrei no armeiro para adquirir uma carabina de culatra em 9,3X62 e saí de lá coom uma semi-automática em 30.06 e americana - que não era uma origem que eu admirasse por aí além, vá-se lá saber por quê.
E apenas porque a arma "encaixava-se-me" como se tivesse sido feita por "custom fitting".
Ainda não me arrependi. Quando, e se, esse dia chegar, tratarei de a trocar ou adquirir uma outra (assim Deus e o governo mo permitam) que é para isso que servem os armeiros. E eles também têm que viver, lola.

Entretanto vou lendo o que por aqui se escreve.

Saudações.
Luís Paiva







 
                                >> Responder