Caça Menor      

 

 

Formação avançada em actividade cinegética  04-03-2010 22:17:44 Escrito por luiscosta  (61 Respostas)  

 

Confrade Luís Abreu  05-03-2010 13:40:49 Resposta por joaoacabado   

 

IMFORMAÇÃO AOS FURISTAS  05-03-2010 16:16:24 Resposta por luisnovais   

 

OUTRA VEZ INCB (TAXAS)  05-03-2010 16:19:13 Resposta por luisnovais   

 

CARTA DE CAÇADOR  05-03-2010 16:32:21 Resposta por luisnovais   

 

Confrade joaoacabado  05-03-2010 16:49:28 Resposta por luiscosta   

 

Obrigado confrde Luís Abreu.  05-03-2010 20:05:24 Resposta por joaoacabado   

 

tambem acho que sim....  05-03-2010 21:10:34 Resposta por luiscosta   

 

Curso avançado de actividade cinegética  17-06-2010 16:24:27 Resposta por erresse1   

 

Confrade erresse1  17-06-2010 18:57:26 Resposta por luiscosta   

 

http://www.alladale.com/wilderness-reserve/  17-06-2010 19:54:31 Resposta por erresse1   

 

Confrade erresse1  17-06-2010 21:08:01 Resposta por luiscosta   

 

Resultado dos repovoamentos.  07-09-2010 12:11:15 Resposta por luiscosta   

 

Confrade Luís  09-09-2010 0:37:52 Resposta por joaoacabado   

 

Confrade joaoacabado.  10-09-2010 21:19:49 Resposta por luiscosta   

 

Confrade Luís Abreu  10-09-2010 22:09:24 Resposta por joaoacabado   

 

Confrade João.  10-09-2010 23:02:48 Resposta por luiscosta   

 

Confrade Abreu  10-09-2010 23:15:06 Resposta por joaoacabado   

 

Confrade Abreu  10-09-2010 23:15:38 Resposta por joaoacabado   

 

resultados mais ou menos fidedignos  09-09-2010 2:57:57 Resposta por erresse1   

 

Caro confrade erresse.  10-09-2010 21:35:30 Resposta por luiscosta   

 

Esperamos conseguir os nossos intentos...  12-09-2010 4:35:35 Resposta por erresse1   

 

Confrade erresse.  12-09-2010 21:24:34 Resposta por luiscosta   

 

''treinadores de bancada''  13-09-2010 18:17:47 Resposta por luisnovais   

 

Opinião sobre os Repovoamentos - 2010  13-09-2010 20:44:12 Resposta por erresse1   

 

Sucesso!?  13-09-2010 21:51:45 Resposta por Inácio   

 

Vou muito para esse lado...  13-09-2010 22:40:41 Resposta por joaoacabado   

 

esse lado...  14-09-2010 0:29:11 Resposta por erresse1   

 

Pois é isso mesmo...  14-09-2010 11:09:46 Resposta por joaoacabado   

 

Espero estar por cá ainda ''no tal futuro incerto''  14-09-2010 11:23:35 Resposta por erresse1   

 

pois...  14-09-2010 12:02:35 Resposta por Inácio   

 

Confrade Inácio.  14-09-2010 0:19:26 Resposta por luiscosta   

 

sinceramente Novais!  13-09-2010 22:07:35 Resposta por luiscosta   

 

Confrade Novais  13-09-2010 22:28:18 Resposta por Jaime   

 

Também gosto muito de o ver de volta  13-09-2010 22:46:09 Resposta por joaoacabado   

 

Caríssimo erresse  10-09-2010 22:03:53 Resposta por joaoacabado   

 

Em vez de tentar...  13-09-2010 23:28:14 Resposta por luiscosta   

 

ver video????  13-09-2010 23:35:53 Resposta por luiscosta   

 

talvez deste modo.  14-09-2010 0:00:23 Resposta por luiscosta   

 

talvez deste modo...  14-09-2010 0:43:37 Resposta por erresse1   

 

confrade erresse  14-09-2010 0:48:09 Resposta por luiscosta   

 

confrade erresse  14-09-2010 0:51:28 Resposta por luiscosta   

 

OK, já o estou a ver  14-09-2010 2:01:40 Resposta por erresse1   

 

Não sou “treinador de bancada”  14-09-2010 13:58:48 Resposta por luisnovais   

 

''Treinador de Bancada''...uma ova!!!  14-09-2010 15:18:26 Resposta por erresse1   

 

Parabéns confrade Luís Novais!  14-09-2010 16:39:19 Resposta por joaoacabado   

 

Não sou pessoa de protagonismos, nunca foi.  14-09-2010 16:47:37 Resposta por luisnovais   

 

Desculpe-me a falha de interpretação  14-09-2010 18:07:10 Resposta por erresse1   

 

Lamentavel Novais, pois  14-09-2010 22:21:15 Resposta por luiscosta   

 

Só mais uma coisa Novais.  15-09-2010 0:05:41 Resposta por luiscosta   

 

Sr. Luís Abreu  15-09-2010 10:34:39 Resposta por luisnovais   

 

ò minha gente!!!  15-09-2010 11:55:49 Resposta por erresse1   

 

Com tal ideia formada...  15-09-2010 15:21:16 Resposta por luiscosta   

 

Confrade Luis Abreu  15-09-2010 16:22:14 Resposta por luisnovais   

 

Ó meus amigos...  15-09-2010 16:47:41 Resposta por Filipe Domingos   

 

Realmente....  15-09-2010 18:51:19 Resposta por alectorisrufa   

 

Vão beber umas imperiais  15-09-2010 22:48:35 Resposta por Jaime   

 

Peço desculpa por ...  22-09-2010 1:50:52 Resposta por luiscosta   

 

Pedir Perdão...  22-09-2010 4:45:36 Resposta por erresse1   

 

Público e privado  22-09-2010 10:03:13 Resposta por Luis Paiva   

 

razão perdida  22-09-2010 11:33:41 Resposta por joaquimsoares   

 

Desculpem, mas foi...  22-09-2010 13:42:01 Resposta por luiscosta   

 

Confrade Luis Abreu,  22-09-2010 20:03:16 Resposta por Jaime   

 


''treinadores de bancada'' 

Visualizações 621

luisnovais  13-09-2010 18:17:47
 
 

Já tinha dito anteriormente que deixaria de comentar aqui neste forum, mas como houve matéria que me diz respeito directamente, claro de não poderia deixar de fazer-lo, pois nem tudo são favas contadas e quando o sol nasce, nasce para todos :


Opinião sobre os Repovoamentos - 2010

Quando existe um sentimento de desconfiança e insegurança não se pode formar uma equipa de trabalho coesa! Porquê, irei explicar. Mas acrescento, que por vezes, deita-se tudo a perder, quando já existia uma amizade dentro de um grupo formado para trabalhar em conjunto e de repente muda-se tudo quando julgamos ter razão onde ela não existe o que é uma pena!

Afirmações como estas : “ eu sei onde vi as minhas perdizes, mas não sei onde vistes as tuas”, quando as perdizes que eu vi, sempre disse do seu paradeiro a todos, por isso, considero uma afirmação como esta, uma falta de respeito e desconfiança a quem foi Amigo da associação, chegando ao ponto critico e questionável de eu proporcionar e aconselhar a entrada de mais sócios para trabalhar nesta associação.

Quando falo com pessoas, gosto de as olhar nos olhos e não que olhem para os lados ou para o chão quando falamos!

Os censos de perdiz sempre são necessários, com eles, sabemos mais ou menos o que temos, o que podemos caçar e até quando podemos caçar. Ao contrário do que se vê por ai, impõe-se limites sem nada saber!

Ainda hoje gostava de saber, quem são os “treinadores de bancada”, o sucesso dos repovoamentos que se fala com aves largadas ao acaso, para a predação, sem preparação prévia para uma libertação adequada!?

Que provas há, para afirmar que estas sobrevivem, pelo menos as aves do repovoamento do ano passado viam-se bem, aliás toda a gente as viu e durante meses, as que se vê este ano, são aves em grande parte das ficaram por caçar do ano passado, sendo algumas de repovoamentos e outras que já haviam no local, mas atenção, não nego que algumas aves tivessem sobrevivido dos repovoamentos também deste ano, juntando-se assim, às outras que já existiam no terreno, mas em número muito reduzido, sendo estas, confundidas erradamente como sucesso!

Mas que criaram, acho que não!

Não acredito na taxa de sobrevivência das aves a serem soltadas ao acaso, sem preparação prévia com comedouros e bebedouros para fixar as aves, não acredito que apenas uma solta por local chegue para fixar aves, para mim 3 soltas no mesmo local é o ideal, para que pelo menos, conseguimos fixar algumas aves, nem acredito na pureza as aves compradas...tenho dúvidas, pois nunca o criador fez questão de mostrar a guia de sanidade da aves … agora vir dizer “despertando assim o seu instinto natural de sobrevivência”, para mim é uma afirmação sem sentido!

Eu não concordo e acho uma perca de tempo, como um desperdício de dinheiro para a associação, reconheço porém, voltando a repetir, que algumas destas aves, até se podem de ambientar, mas sempre em penas quantidades ou em número reduzido, relembro que se fosse fácil, a Serra estaria cheia de perdizes, tal já foi dito e muito bem, por várias e várias vezes sem conta, e porque também, sempre se soltou perdizes no monte durante anos e em larga escala, com resultados até então conhecidos, ou seja, quase nulos, contribuindo quase exclusivamente para alimento dos predadores !

Relembro-te que o que tínhamos todos combinado, que a havia autorização para uma experiência em repovoar ou demonstrar uma determinada técnica ou método de repovoamento, ficando limitado ou confinado a uma solta em Virtelo...foi ou não assim?

No resto dos repovoamentos, eram para ser efectuados tal e qual no ano passado, ou seja, com o mesmo método de 3 soltas por local . Pergunto, o que lá ficou das perdizes que soltas-te em Virtelo?

Nada... nem uma perdiz ficou para amostra! Parece-me que só em na mente de alguns é que as perdizes sobrevivem, vêem-se perdizes onde não elas não existem, pois com determinadas técnicas ou métodos, parece fazer nascer perdizes onde elas não as há! Em tudo semelhante em pegar num caixote, abri-lo e deixar ir as perdizes em liberdade!

Em continuidade, a insistência de que as aves não precisam de estar ambientadas durante pelo menos uma semana antes da solta... que não precisavam de comedouros e bebedouros como suporte de vida de fixação ao pé onde vão ser soltas, chegando ao ponto de insistir em soltar em quase todas as jaulas, as aves seguintes com o mesmo método, comprometendo seriamente os repovoamentos pensados a serem feitos tal e qual ao ano passado, para mim não resulta.

Para mim basta para concluir, não se pode continuar ser feito desta forma.

Se chovia, não se podia tapar a jaula por cima com arbustos com receito que estas não vissem para fora. Um dia, até andamos com a uma jaula às costas, para cima e para baixo, para no final colocar a mesma onde já se sabia logo a partida que nos iam roubar as perdizes ou serem descobertas, coisa que acabou por acontecer!

Sempre se insistiu nos pequenos comedouros e bebedouros das jaulas serviam perfeitamente depois da solta, não querendo colocar outros, estes, maiores ou de capacidade superior de alimento,como complementares e perto da jaula da solta, porquê?

Ainda hoje, me interrogo porque razão o fizemos em certo locais, pois nunca pensei que ficaria-mos só por uma solta no mesmo local, de nada serviu a construção dos comedouros e bebedouros, para além de gastar tempo dinheiro à associação.

Com justificação de as aves estarem acasaladas? Até posso concordar...mas não concordo em dizer que as perdizes criam logo se seguida, teriam de serem logo soltas, caso contrário, matavam-se todas umas às outras, tenho muitas dúvidas, pois nada até hoje está provado que o façam, pelo contrário, os estudos que se fazem em matéria de repovoamentos, dizem-nos exactamente o contrário, que as aves de repovoamento têm possibilidade, caso reúnem as condições naturais e uma preparação prévia, criarem nos anos seguintes aos repovoamentos, numa proporção de 2 para 10, comparativamente às aves selvagens e repito no ano seguinte!

Mesmo assim, eu preferia correr o risco, de morrer uma ou duas aves dentro da jaulas durante o habituamento de uma semana, em vez de as soltar logo de seguida, sem qualquer preparação, para não falar o não querer que as perdizes fossem anilhas, acho absolutamente ridículo, então é que nunca saberia-mos nada dos resultados!

Mesmo assim, ainda acontece, que algumas fêmeas não sabem fazer o ninho, e sempre o consigam fazer, não sabem por vezes onde colocar ovos, chegam mesmo a colocar os ovos em dois ninhos diferentes, para não falar nos machos, pois estes, não conseguem competir com os selvagens muito menos acasalar com as aves repovoadas?!

Bem, técnicas e métodos à parte, a partir de agora, sempre que se insista neste tipo de trabalho, não contem comigo, pois este método não resulta, nunca resultou em lado nenhum e as perdizes que ficam deste tipo de repovoamentos são muito reduzidas.

As perdizes que criaram e se vêm na Serra, são fruto dos repovoamentos do ano anterior e de nada serve fazer filmes e tirar fotografias a não ser que seja a auto-promoção individual.

Por mais acções de formação ou cursos para conhecimento cinegético, não podem ser comparáveis à pratica que se adquire no monte!

A não ser que se utilize o método anterior, eu não colaborarei mais e tenciono em assembleia geral dizer o que penso em frente a todos os associados :

- 1 jaula, três soltas, acondicionamento das aves uma semana por cada solta, já com comedouros e bebedouros colocados no terreno antes de avançar com a primeira solta e depois o processo repete-se até final das 3 soltas, com um total máximo de aves possíveis.

Lamento que assim seja, mas é o que penso, caso contrário provem-me que estou errado.

Quanto ao resto valeu o esforço, aqui sim, têm o meu reconhecimento.

13 de Setembro de 2010

Luís Novais

 
                                >> Responder