| | 971 Utilizadores on-line |    

Login [Entrar]

 
   
 
Caça Menor 

      Título   Autor   Data de Publicação  
                 

 
  Simplex na caça  
     
 
15-05-2006
 
     
   
   

 
 
  Caça terá restrições, mas não será proibida  
     
 
15-05-2006 Os proprietários e produtores de caça congratulam-se com a garantia, dada pelo director-geral de Veterinária, de que está afastada a hipótese de proibição da caça em caso de surto de gripe das aves em Portugal. João Carvalho, secretário-geral da Associação Nacional de Proprietários e Produtores de Caça (ANPC), disse que a garantia dada por Carlos Pinheiro no seminário que a associação promoveu ontem em Santarém, no âmbito da «ExpoCaça», agrada ao sector.
 
     
   
   

 
 
  Governo vai facilitar acesso a zonas caça municipais  
     
 
15-05-2006 O Governo vai facilitar o acesso dos caçadores às zonas de caça municipais e diminuir o número de licenças actualmente exigidas para caçar, anunciou hoje em Santarém o secretário de Estado do
 
     
   
   

 
 
  Caçadores recebem boas notícias  
     
 
15-05-2006
 
     
   
   

 
   
 
  Há dias assim…!  
     
 
07-03-2006 Nas caçadas solitárias é aprazível não ter qualquer obrigatoriedade de seguir por aqui ou por ali, no decurso da jornada; progredir a nosso bel-prazer, parar ou andar, falar em voz alta com os cães, com as peças de caça, ou com as fragas e as árvores. Não ter que interromper o acto, alimentarmo-nos frugalmente com o que a Natureza dá: azedas, amoras e medronhos silvestres; amêndoas, figos, uvas, maçãs, peras, marmelos, nabos, tomates e outros frutos esquecidos; castanhas, laranjas, tangerinas, honestamente roubadas, mas sem exageros e sem desrespeitar a propriedade alheia. Tudo isto complementado com um indispensável naco de pão, queijo duro e uma fatia de presunto ou uma linguiça.
 
     
  AGOSTINHO BEÇA  
   

 
 
  Contradição! Talvez Não. Um Artigo de Reflexão.  
  Veterinários Caçadores  
     
 
17-02-2006 Sabendo que é um tema controverso para grande parte das pessoas, é para nós um desafio assumir esta filosofia de vida e, com a ajuda deste artigo e de outras iniciativas, contribuir para informar e mudar mentalidades e comportamentos negativos acerca da caça junto da sociedade. Estamos convictos que a caça quando realizada com ética, responsabilidade e segurança, é uma das actividades mais apaixonante e inebriante.
 
     
  Carla Azevedo  
   

 
   
 
  O H5N1 em aves selvagens  
  Gripe das aves e Rotas Migratórias  
     
 
24-10-2005 O tema da gripe das aves e da influência das aves selvagens numa eventual pandemia de gripe tem suscitado muito interesse por parte da comunicação social e da opinião pública. A SPEA tem-se esforçado por divulgar de forma actual e séria estes assuntos, no âmbito das suas competências, e este texto serve para informar os sócios e o público em geral sobre este tema. A informação dada pela SPEA diz respeito à distribuição das aves nas respectivas rotas migratórias, mas não tanto quanto às probabilidades de essas aves servirem de transportador dos vírus, questão essa que terá mais a ver com as respectivas entidades de veterinária e de saúde.
 
     
   
   

 
 
  Dia feliz de olhares tristes  
     
 
19-10-2005 Após uma noite pouco dormida, dou por mim em frente aos canis assistindo ao espectáculo que me é proporcionado por aqueles devotos companheiros que aí mantenho alojados. Cada um mostra mais vontade de me acompanhar que o outro e nesse intento multiplicam-se em saltos, em latidos, em gemidos...faço umas festas a todos, mas apenas concedo a "sorte" ao meu Brown (perdigueiro português de 7 anos) e ao Boby (seu filho de quatro anos).
 
     
  Nuno Augusto de Mira Curva Ferro  
   

 
 
  Terra Amada Ferida d’Asa  
     
 
05-09-2005 Na aldeia serrana só uma menina ainda vai à escola, descendo por caminhos de cabras para apanhar a camioneta da carreira. O seu pai é o derradeiro pastor que sonha com uma estrada por onde regressem os que abandonaram a terra. (...) No fim os cães olham à sua volta e vêem-se sem donos. E regressam às origens, galgando montes e assustando velhas. Selvagens como os homens que deixam morrer metade do seu país.
 
     
  AGOSTINHO BEÇA  
   

 
 
  Carta enviada pelo o autor à revista Tribuna da Natureza  
  Caça no Século XXI – uma atitude com sentido  
     
 
25-07-2005 "uma actividade legítima, com a mística própria de ser tão antiga que remonta aos pré-hominídeos e que os deveria fascinar pela sua ancestralidade e evolução até aos dias de hoje. Os grandes caçadores e os grandes homens, das artes, da cultura, da ciência e da política, os humanistas, que a ela se dedicaram, quer caçando quer estudando-a, deveriam também merecer o Vosso respeito e atenção. Só então poderão falar de caça."
 
     
  António Luiz Pacheco  
   

 
 
  Coelho-bravo (Oryctolagus cuniculus)  
     
 
03-06-2005 Espécie cinegética de pêlo, bastante apreciada pelos caçadores portugueses, pois era, até meados do século passado, muito abundante. A redução das populações deste lagomorfo na Península Ibérica deve-se a uma conjugação de factores: dois focos de doenças, mixomatose (1960) e hemorrágica viral (1990); maior competição com herbívoros de grande porte; elevada densidade de predadores generalistas, principalmente de raposa (Vulpes vulpes); acção do Homem; perda do uso tradicional do solo e consequente abandono da terra.
 
     
  António Heitor  
   

 
   
 
  Ética da Caça e do Caçador  
     
 
04-02-2005 Chegaram por volta das sete e meia da manhã. Chovera imenso durante a noite e os caminhos estavam mais enlameados do que nunca. Resolvendo não avançar com o carro, pararam no alto do caminho, ao começar a descer para o marco geodésico da Recta Corsa. Atrás deles, sobressai – verdadeiramente imponente – o cabeço de Outeiro, com os seus mais de 800 metros de altitude e as ruínas do Castelo, iluminadas pela magia do amanhecer.
 
     
  AGOSTINHO BEÇA  
   

 
   
 
  Alectoris rufa  
  Perdiz Vermelha  
     
 
15-09-2004 A perdiz-vermelha, por ser relativamente abundante em quase todo o território nacional, e pelas suas qualidades desportivas (comportamento), é provavelmente (e nalgumas zonas a par do coelho, Orytolagus cuniculus) a espécie cinegética mais apreciada pelos caçadores ibéricos.
 
     
  António Heitor  
   

 
   
   
   
Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8

     
  Voltar
 

| Ficha Técnica | Aviso Legal | Política de Privacidade |

 

(TES:0s) © 2004 - 2017 online desde 15-5-2004, powered by zagari