| | 523 Utilizadores on-line |    

Login [Entrar]

 
   
 
Caça Maior 

      Título   Autor   Data de Publicação  
                 

 
  Montaria da Amieira/Oleiros  
     
 
24-01-2005 Montaria realizada pela primeira vez neste local, graças à vontade do Presidente de Junta e de alguns monteiros nascidos na localidade mas que presentemente residem noutros locais.
 
     
  Filipe Pedroso de Lima Domingos  
   

 
 
  Montaria de Vale de Frades  
     
 
19-01-2005 Nesta data realizou o Clube de Monteiros do Norte a 3.ª e última montaria do seu programa normal – falta realizar o Encontro Venatório –, mais uma vez procurando fornecer aos seus associados e a todos que com ele querem colaborar, comparecendo às suas organizações, uma mancha com condições para realizar uma entretida montaria.
 
     
  Pedro Couto  
   

 
   
 
  A oportunidade do lance ...  
     
 
14-01-2005 Desde o dia em que este episódio ocorreu até agora já passou quase um ano, mas tenho bem fresco na memória o lace vivido, e só agora decido partilhar esta “história de caça”, pois estamos em plena época de montarias, e com alguma frequência nos desencantamos com as portas que nos saem em sorteio.
 
     
  NELSON CADAVEZ  
   

 
 
  Coletes Fluorescentes  
     
 
13-01-2005 No dia 8 de Janeiro de 2005, ao ler o Jornal de Notícias deparei com uma notícia que me chamou à atenção, por faltar à verdade e estar desfasada alguns anos da realidade.
 
     
  Pedro Couto  
   

 
 
  Montaria de Ano Bom  
     
 
05-01-2005 Levantar cedo e cedo erguer dá saúde e faz crescer. Ditado popular que mais uma vez tive de cumprir em parte, já que a idade, não permite que a última parte se cumpra. Destino. Alfândega da Fé.
 
     
  Pedro Couto  
   

 
 
  Montaria de Talhas  
     
 
23-12-2004 Cronologicamente esta é a segunda montaria do ano realizada pelo Clube de Monteiros do Norte. A mancha com cerca de 380 ha e com coberto propício à permanência dos javalis, fazia prever uma boa jornada de caça, mais, levando em consideração as informações dos guardas da associativa. O trajecto, mais uma vez estava muito bem sinalizado, evitando as percas.
 
     
  Pedro Couto  
   

 
 
  À Espera… de um Troféu de Javali  
     
 
12-12-2004 A história do lance Fev 2004 – Apresentada uma reclamação do agricultor por danos em sementeira de ervas, desloquei-me ao local e inspeccionei os vestígios cujas pegadas eram quase imperceptíveis devido às características do terreno, existindo no entanto uma boa charca, mas com sinais de lama somente nas proximidades.
 
     
  Pedro Alexandre Bravo Lima Delgado  
   

 
 
  Dinâmica Populacional e Gestão de Javali (*)  
     
 
02-12-2004 O javali (Sus scrofa L.) é, presentemente, um dos ungulados com maior distribuição a nível mundial. A importância histórica, ecológica e económica desta espécie deve-se a diversos aspectos, de entre os quais se destacam a sua elevada tolerância e capacidade de adaptação a diferentes climas e habitats, a sua grande prolificidade, a complexidade dos seus comportamentos e organização social, o seu grande tamanho relativo e os seus hábitos omnívoros.
 
     
  Carlos Fonseca  
   

 
 
  Montaria Quinta de Zacarias  
     
 
30-11-2004 Um grupo de Monteiros, resolveu propor à Z.C.T. Quinta de Zacarias a realização de uma montaria, com a finalidade de juntar alguns amigos e conviver, ao que a propriedade prontamente acedeu.
 
     
  Pedro Couto  
   

 
 
  Montaria de Rebordainhos  
     
 
22-11-2004 1.ª Montaria do ano do Clube de Monteiros do Norte, sendo também a 1.ª realizada por esta direcção, que por mera coincidência também é a minha primeira, desta época venatória. A mancha com cerca de 200 ha e com coberto propicio à querença dos javalis prenunciava uma boa ou pelos menos entretida jornada de caça. O trajecto, contrariando o que é normal estava muito bem sinalizado, evitando as percas.
 
     
  Pedro Couto  
   

 
 
  Veado (Cervus elaphus)  
     
 
17-11-2004 A sua área de distribuição estende-se desde a Europa até à Ásia e Norte de África. Foi introduzido nos Estados Unidos da América, Argentina e Nova Zelândia. Grande mamífero herbívoro (família Cervidae) de pelagem castanha avermelhada homogénea nos adultos (as crias têm nos primeiros meses de vida a pelagem mosqueada – como protecção contra os predadores).
 
     
  António Heitor  
   

 
 
  Javali (Sus scrofa)  
     
 
18-10-2004 Mamífero originário do Norte de África e sudoeste da Ásia. A sua área de distribuição estende-se por quase toda a Europa (à excepção das zonas mais a Norte – Islândia, Noruega, Finlândia e das Ilhas Britânicas onde se extinguiu por volta do século XIV), pela Ásia e pelo Norte de África. Foi introduzido nos E.U.A. e Austrália (onde se tem verificado com alguma frequência o cruzamento com outros porcos, quer domésticos quer assilvestrados).
 
     
  António Heitor  
   

 
 
  Avaliação da Ocorrência do Corço no Alvão-Marão  
     
 
04-08-2004 Nos últimos anos tem-se assistido a uma expansão espectacular do corço (Capreolus capreolus) na Península Ibérica. Esta afirmação é repetida várias vezes por diferentes autores, nomeadamente, da vizinha Espanha. O comentário de LLORENTE é elucidativo: ”O que se está a passar com o corço em Espanha ficará na memória.
 
     
  Rui Morêda  
   

 
 
  Corço - Espécie de Futuro?  
     
 
02-07-2004 A expansão do corço em Espanha e também a dinâmica que muitos caçadores portugueses têm na caça ao corço um pouco por toda a Europa tem levado o Clube Português de Monteiros a uma reflexão sobre a sua presença e expansão em Portugal.
 
     
   
   

 
   
 
  Montaria de Marmelos - Mirandela  
     
 
12-01-2004 Depois do êxito do ano passado (a mancha foi considerada a melhor pelo Clube de Monteiros do Norte, que lhe atribuiu o troféu anual de "mancha do ano", cujo prémio, denominado VITOR MONTEIRO, será distribuído no Encontro Venatório), efectuou-se nesta data mais uma montaria deste Clube, em colaboração com a Zona de Caça Associativa de Marmelos.
 
     
  Pedro Couto  
   

 
 
  Montaria Quinta do Zacarias (Z.C.T.)  
     
 
12-01-2004 Nesta data o Clube de Monteiros do Norte, em colaboração com a propriedade, resolveu e bem, efectuar a 2ª. Montaria do ano. Depois de breve alocução do presidente do clube e confortados os estômagos, designou-se o director de montaria, este humilde escriba e procedeu-se ao sorteio, informando-se os presentes que a montaria se efectuaria em dois ganchos, devido à configuração da mancha.
 
     
  Pedro Couto  
   

 
Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14

     
  Voltar
 

| Ficha Técnica | Aviso Legal | Política de Privacidade |

 

(TES:0s) © 2004 - 2017 online desde 15-5-2004, powered by zagari