| | 642 Utilizadores on-line |    

Login [Entrar]

 
   
 
Opinião 

      Título   Autor   Data de Publicação  
                 

 
  Os Caçadores merecem respeito  
     
 
29-03-2006 Actualmente, existem em Portugal aproximadamente 300 000 caçadores. Não significando contudo, que todos sintam a caça da mesma maneira. Logicamente que uns preferem caçar às espécies menores (com cães), outros às espécies maiores e outros ainda só às espécies migratórias. Independentemente do gosto de cada um, chama-se a este prazer “Actividade Cinegética” ou somente “Caça”.
 
     
  Manuel António  
   

 
 
  Torna-se urgente tomar medidas  
  Caça furtiva ao javali  
     
 
27-02-2006 Enquanto Organizações do Sector da Caça (OSC), as Federações de caçadores têm obrigação moral de expor e cooperar com os serviços oficiais na resolução de todos os problemas emergentes da prática do ordenamento e da aplicação da lei e seus regulamentos.
 
     
  Helder Ramos  
   

 
 
  Contradição! Talvez Não. Um Artigo de Reflexão.  
  Veterinários Caçadores  
     
 
17-02-2006 Sabendo que é um tema controverso para grande parte das pessoas, é para nós um desafio assumir esta filosofia de vida e, com a ajuda deste artigo e de outras iniciativas, contribuir para informar e mudar mentalidades e comportamentos negativos acerca da caça junto da sociedade. Estamos convictos que a caça quando realizada com ética, responsabilidade e segurança, é uma das actividades mais apaixonante e inebriante.
 
     
  Carla Azevedo  
   

 
 
  Eu e as Z.C.M. … … Ou as Z.C.M. e eu  
     
 
28-10-2005 Corria o mês de Julho de 2004, e, decorria o período de tempo imprescindível para a renovação da “minha” Zona de Caça Associativa. Assim, para evitar o inevitável tempo de paragem, até aprovação da Z.C.A., e porque à aproximadamente 11 anos que não caçávamos no terreno Não Ordenado, consultei os colegas de caça, e decidimos candidatarmo-nos a uma Z.C.M. (Zona de Caça Municipal). Qual? Em virtude de próximo de Palaçoulo, existirem duas Z.C.M., resolvemos inscrevermo-nos numa delas, neste caso a Z.C.M. de Águas Vivas, processo n.º 2712.
 
     
  Pedro Couto  
   

 
 
  Milharias até quando?  
     
 
20-09-2005 Numa sociedade que se pretende moderna, mas, conturbada pelas sucessivas recessões de ordem política ou económica, em Portugal, é cada vez mais latente a preocupação e o carácter interventivo dos cidadãos, relativamente às mais diversas questões, que directamente ou indirectamente lhes dizem respeito e, a caça, pela sua especificidade em toda a sua dinâmica, é também ela um motivo dessas preocupações, movendo cada vez mais cidadãos conscientes, que convictos das suas necessidades de tentarem resolver alguns problemas, sentem-se impelidos e sem preconceitos, a participarem, quer activamente na sua condição de meros caçadores, quer em prol, de outras componentes que abranjam esta legítima actividade ancestral.
 
     
  Gilberto Manuel Nunes Pinelas  
   

 
 
  Carta enviada pelo o autor à revista Tribuna da Natureza  
  Caça no Século XXI – uma atitude com sentido  
     
 
25-07-2005 "uma actividade legítima, com a mística própria de ser tão antiga que remonta aos pré-hominídeos e que os deveria fascinar pela sua ancestralidade e evolução até aos dias de hoje. Os grandes caçadores e os grandes homens, das artes, da cultura, da ciência e da política, os humanistas, que a ela se dedicaram, quer caçando quer estudando-a, deveriam também merecer o Vosso respeito e atenção. Só então poderão falar de caça."
 
     
  António Luiz Pacheco  
   

 
 
  Passeios Gastronómicos: Trás-os-Montes  
     
 
01-07-2005 Aquela que é considerada a caça nobre: o coelho, a lebre e a perdiz, sobretudo esta, na nossa opinião a mais saborosa de todas e que se presta a pratos sublimes. Também em algumas zonas os pombos, o faisão bravo e a galinhola, esta muito raramente. Mais tarde virão os tordos a proporcionar grandes arrozadas para fecho da festa.
 
     
   
   

 
   
   
 
  Coletes Fluorescentes  
     
 
13-01-2005 No dia 8 de Janeiro de 2005, ao ler o Jornal de Notícias deparei com uma notícia que me chamou à atenção, por faltar à verdade e estar desfasada alguns anos da realidade.
 
     
  Pedro Couto  
   

 
 
  O Faisão no Entre Douro e Minho  
     
 
08-12-2004 Numa região onde as espécies autóctones se encontram em regressão, ou pelo menos com níveis populacionais bastante baixos, o Faisão Comum poderá ser uma alternativa válida para um fomento e exploração racional dos recursos cinegéticos.
 
     
  Ricardo Carvalho  
   

 
   
   
 
  Agricultores penalizados devido ao abandono de cartuchos vazios nas suas propriedades agrícolas  
  Boas Práticas Agrícolas (BPA)  
     
 
11-07-2004 Os agricultores beneficiários das Indemnizações Compensatórias (IC) e das Medidas Agro-Ambientais (MAA) estão obrigados a cumprir as Boas Práticas Agrícolas (BPA). As BPA são um conjunto de medidas que os agricultores candidatos às referidas ajudas estão obrigados a cumprir. O principal objectivo das BPA é a conservação do solo.
 
     
  António Neves  
   

 
   
Anterior 1 2 3

     
  Voltar
 

| Ficha Técnica | Aviso Legal | Política de Privacidade |

 

(TES:0s) © 2004 - 2018 online desde 15-5-2004, powered by zagari