| | 263 Utilizadores on-line |    

Login [Entrar]

 
   
 
Histórias de Caça 

      Título   Autor   Data de Publicação  
                 

 
  O Palanque 1  
     
 
21-02-2013 Dia 30 de Abril de 2012, véspera de feriado, tirei mais um dia de férias de forma a aproveitar as noites de Lua e dedicar-me à atividade pela qual sempre fui um apaixonado, a caça, neste caso na modalidade de Espera.
 
     
  ANTÓNIO ALBERTO  
   

 
 
  Reserva de Caça e Pesca - Os Patos Bravos  
  Caçada de salto entre amigos!!!!  
     
 
04-02-2012 Venho desta forma descrever uma caçada que ocorreu durante este ano de caça, na minha reserva de caça associativa, onde tinha presentes dois fiéis companheiros o meu grande amigo Rui Farinha Pereira, amigo este que durante muitos anos fui mochileiro e acompanhante de grandes aventuras e de grandes momentos cinegéticos, e de Manuel Silva, senhor este o meu pai, que me passou o grande vício da caça...
 
     
  Pedro Miguel Matos Silva  
   

 
   
 
  Vamos à Caça  
     
 
24-01-2011 Meu rapaz, como vais começar a vida de “graúdo”, quero deixar-te uns tantos conselhos que nunca mais deves esquecer: Quando acordares com dor de barriga, “alivia-te”! Quando te fores deitar com gripe, bebe vinho quente com mel (é cá uma bomba, que mata tudo)! Quando te doerem os rins, ficares com azia ou estiveres a ver mal, vai ao “doutor”! Quando andares ralado por causa das mulheres, chateado com a falta de dinheiro ou “f...” com os problemas da vida ... vai à caça!
 
     
  Luis Augusto Melo Guimarães  
   

 
 
  O que podia ter acontecido...!  
     
 
06-01-2011 Quando se encontraram, de madrugada, era ainda noite cerrada. Chovia copiosamente e estava um frio de rachar, típico do mês de Dezembro. Nestas circunstâncias, outros certamente não partiriam!
 
     
  AGOSTINHO BEÇA  
   

 
 
  Um episódio inédito  
     
 
06-01-2011 Chegados ao local da espera começou a escurecer, e não muito longe ouvimos os fortes grunhidos de dois javalis machos que travavam uma violenta luta,
 
     
  José Manuel Paulino  
   

 
 
  Andanças na Terra Fria  
     
 
06-01-2011 A pequena batida ao javali era tradicional em Montalegre. Para o efeito, um grupo constituido por cerca de uma vintena de dedicados caçadores, maioritariamente forasteiros, acorria em peregrinação ao encontro do ambiente rude, mas solidário e amigo, do abnegado empenho dos monteadores, do persistente esforço dos cães e da monumental beleza do território. Este é o testemunho desse imperecível jogo cinegético, no qual animais verdadeiramente selvagens possibilitaram que, em plenitude e com autenticidade, se cumprisse A CAÇA.
 
     
  JOSÉ ANTÓNIO A.V.NEVES  
   

 
   
 
  O regresso  
     
 
29-05-2010 Esta “coisa” das esperas está a começar a mexer comigo… há duas luas atrás, por uma falha de percussão da munição, deixei com alguma frustração as terras alentejanas onde fizera a primeira espera em anos. Na altura já tinha decidido voltar, e se na lua passada por motivos vários tal não foi possível, agora, lá consegui.
 
     
  PEDRO HENRIQUE JORGE  
   

 
 
  Dois Colossos  
     
 
16-05-2010 1995, foi ano de valentíssima seca. O calor escaldante do Verão abrasava tudo, deixando sem comida e sem água, tanto o gado doméstico como os animais bravios. “As charcas” e os ribeiros, com uma miséria de água, de dia estavam “tapadas” de gado, “morto de sede” e esfomeado, que ao cair da noite corria os campos em busca do pasto, que praticamente, já não havia. Eram tempos de grandes dificuldades para todos os seres vivos. Logo que o Sol desaparecia lá no Poente, começava a corrida da “bicheza” brava aonde ainda restasse alguma pinga de água, para aliviar a sede, que aguentara durante a tarde abrasadora.
 
     
  JOAQUIM JOSÉ DE OLIVEIRA MOURATO  
   

 
 
  Alfobre de felicidade  
     
 
15-05-2010 Haverá dias felizes na vida de toda a gente. Mesmo aqueles que, por vontade do Criador, tiveram existências difíceis ou forçadamente mais curtas, viveram os seus momentos de felicidade. Eu acredito nisso piamente, até porque ela, a ventura, é relativa e adaptada a cada um que, inevitavelmente, a perseguirá com os maiores denodo e persistência. Dos dias felizes que já eu vivi, alguns estão relacionados com a Caça. É um dia desses que eu vou tentar descrever:
 
     
  Luis A. S. R. Ferreira de Paiva  
   

 
 
  O Caçador  
     
 
09-05-2010 Em meados do último decénio do século passado, uma montaria ao javali, apenas iniciada,terminou abruptamente por causa do falecimento súbito de um caçador no seu posto. Se for verdade que os deuses escolhem os favoritos em ocasiões de felicidade e de prazer, então tudo aconteceu no estrito cumprimento de um destino cordial...
 
     
  José Neves  
   

 
 
  Uma espera... desesperante  
     
 
03-04-2010 Eu não sou “esperista”, e há muito que não faço uma espera sequer, ainda que receba regularmente "convites" para isto ou para aquilo, regra geral recuso, até porque o tempo livre que tenho não é muito e as estórias são por demais.
 
     
  PEDRO HENRIQUE JORGE  
   

 
 
  Uma noite de pura magia, ou como uma porca atrevida fez as nossas delícias  
     
 
19-03-2010 A espera estava marcada com o Tiago (meu filho) há já algum tempo. Aproveitando o final das férias de semestre tínhamos combinado ir à Malarranha o¬nde sabíamos andar um porco grande num dos meus cevadores.
 
     
  João Fonseca  
   

 
 
  Uma «Espera» a um «Velho Artista»  
     
 
02-03-2010 Decorria o mês de Agosto de 2006. O calor “apertava” como de costume, mas felizmente esse ano não houve seca. O Inverno, embora não tivesse sido muito chuvoso, deu água suficiente. Os montados carregaram de bolota, que para além de ser muita, estava sadia.
 
     
  JOAQUIM JOSÉ DE OLIVEIRA MOURATO  
   

 
 
  A partida da Zabala...  
     
 
11-02-2010 Vai para mais de uma década vi à venda uma reedição de um modelo original, de há 50 anos atrás, da Hernanos Zabala que me deixou embevecido. Tratava-se da clássica justaposta em calibre 12, com cães, platina inteira gravada, charme e bom gosto a um preço aliciante. No entanto, mesmo com tantos predicados o momento financeiro da altura não era o melhor para mim e as coisas ficariam por ali... não fosse ter comentado tal visão e preço com meu irmão.
 
     
  MIGUEL PEREIRA  
   

 
 
  Entre estevas e barrancos  
     
 
16-11-2009 A possibilidade de caçar animais em plena liberdade é uma benção que devemos agradecer e enaltecer, o que vos descrevo é a descrição de um desses momentos.
 
     
  Paulo Farinha Pereira  
   

 
 
  A Espera  
     
 
15-11-2009 A solidão redentora de uma espera aos javalis, numa remota aldeia despovoada de Trás-os Montes.
 
     
  José Neves  
   

 
 
  Herdade da Baliza  
  Aproximação na Brama em 2009  
     
 
21-09-2009 Oito horas foi a hora combinada na Herdade da Baliza para iniciarmos a aproximação a um veado troféu. Não sendo a hora a mais correcta, pois todos nós sabemos que é no inicio e no final do dia que a berrea é mais intensa, era a hora possível para, em princípio, fazer um reconhecimento dos “Lucianos Pavarotis” da reserva, localizando assim o seu espaço territorial e aproveitar então o final do dia para fazer a dita aproximação.
 
     
  João Fonseca  
   

 
 
  Uma Caçada na Ilha de São Jorge  
     
 
16-07-2009 Andavam a desafiar-me insistentemente para ir observar o que se estava a passar com o coelho bravo na Ilha de São Jorge e obviamente também para caçar. Recusei muitas vezes estes convites, já que por principio não caço no período de reprodução das espécies cinegéticas, acho mesmo bárbaro.
 
     
  Gualter Furtado  
   

 
1 2 3 Próximo

     
  Voltar
 

| Ficha Técnica | Aviso Legal | Política de Privacidade |

 

(TES:0s) © 2004 - 2017 online desde 15-5-2004, powered by zagari