| | 617 Utilizadores on-line |    

Login [Entrar]

 
   
 
Histórias de Caça 

      Título   Autor   Data de Publicação  
                 

 
  Entre Vênus e Diana  
     
 
12-07-2009 Levar os filhos à caça é gostoso, mas as filhas... é mais complicado.
 
     
  Sérgio Corrêa de Siqueira  
   

 
 
  As perdizes de ao pé de casa  
     
 
09-07-2009 Quinta-feira. Corria o mês de Outubro, quente e seco este início de Outono. Da janela da sala de aulas podia ver as encostas na outra margem do Tejo. As mesmas que, quando miúdo, calcorreei vezes sem conta, pressão de ar debaixo do braço, em busca das amoreiras, figueiras e outras árvores que, com seus doces frutos, se tornavam irresistíveis para papa-amoras, melros e outra passarada a que dei guerra sem quartel. Para lá destas colinas ficava a minha aldeia.
 
     
  Paulo Farinha Pereira  
   

 
 
  Cães Inesquecíveis  
     
 
03-07-2009 O cão, além da beleza das suas formas, da vivacidade, da força e da agilidade, possui todas as qualidades intrínsecas que podem atrair o olhar de um homem. De uma natureza ardente, a ira feroz e sanguinária faz do cão selvagem um adversário temível para outros animais, e cede no cão de companhia aos mais ternos sentimentos, ao prazer de se afeiçoar e ao desejo de agradar.
 
     
  MIGUEL PEREIRA  
   

 
 
  A caça no Uruguai  
     
 
17-06-2009 A República do Uruguai situa-se na América do Sul e tem como fronteira o Brasil e a Argentina. O País tem 3,3 milhões de habitantes sendo que cerca de 60% da sua população reside na capital que é Montevideu. O seu território tem uma área de 176 mil Km quadrados isto é, quase o dobro do território português.
 
     
  Gualter Furtado  
   

 
 
  Recordar  
  Relembrando o meu maior companheiro, o meu pai  
     
 
10-06-2009 "Ao meu pai, Fernando Matos. Em poucas palavras, aqui deixo, o testemunho de quem foste, para mim, enquanto pai, amigo, e o meu maior companheiro, nas muitas lides cinegéticas por que passamos. É com alguma tristeza que escrevo estas poucas palavras, já o devia ter feito há mais tempo, mas faltou-me sempre qualquer coisa.
 
     
  Nuno Matos  
   

 
 
  Uma realidade diferente de ver a caça  
     
 
03-06-2009 Após ter estado durante o início do verão do corrente ano a caçar corços pelo processo de aproximação, foi-me proposto (em cima da hora) pelo meu grande amigo Joaquim rumar novamente até França e fazer uma perninha de dois dias na Bélgica aos javalis. Prontamente coloquei tudo o que tinha estipulado para estes dias e disse “ claro que sim!”.
 
     
  Gilberto Fernandes  
   

 
 
  Uma caçada aos coelhos no Pico dos Melros (Calheta-Madeira)  
     
 
02-05-2009 Caros amigos do Santo Huberto e da nossa grande paixão, a caça. Venho em breves linhas contar uma bonita história de caça, naquela que para mim é a ilha mais bonita de Portugal, a Ilha da Madeira.
 
     
  João José Gouveia Teixeira  
   

 
 
  Chamava-se Benfica  
  1970 - Torre de Dona Chama  
     
 
15-04-2009 Chamava-se Benfica, era um cão preto, médio grande e de raça indeterminada. Aprendeu a caçar por necessidade (e de que forma extraordinária!), pois os “restos” sobrantes apenas lhe cabiam nos dias de festa, e que eram raros.
 
     
  Luis Augusto Melo Guimarães  
   

 
 
  A caçadora que perde a arma,... e o Caçador que deixa perder a mulher!  
  Uma caçada atribulada  
     
 
13-01-2009 Caros confrades do Santo Huberto! Foi contagiada pelo vosso entusiasmo (francamente visível neste portal), que decidi também aqui passar intervir, quer com as aventuras e desventuras que presencio no contacto directo com o meu marido e o seu grupo (todos eles doentiamente aficcionados pela caça), quer também com algumas passagens já dignas de nota de que vou sendo protagonista, na minha recente qualidade de caçadora. (Num pequeno aparte, deixai-me confessar-vos que a lutar 30 anos contra essa minha rival, a caça, me dei enfim por vencida, acabando por me juntar ao inimigo como qualquer bom estratega perdedor, tornando-me também eu... caçadora.) Para primeira intervenção, vou então contar uma história com apenas alguns dias, e que vos levará naturalmente a interrogarem-se; mas ela ainda não desistiu???
 
     
  Maria Celeste Nozelos Basílio Guimarães  
   

 
 
  Como tudo começou!  
  A Caça – Uma Paixão  
     
 
17-11-2008 Outubro de 1966 – Torre D. Chama. Mal a fraca luminosidade da manhã raiou, toca a levantar sorrateiramente, e pé ante pé o Alfredo foi ao quarto do pai “sacar” a velha Victor Sarrasqueta que se quedava encostada à parede, mesmo junto à cabeceira do “velhote”.
 
     
  Luis Augusto Melo Guimarães  
   

 
 
  «Ele ficou com o troféu, eu fiquei com as memórias!»  
  Um corço velho que levou a melhor  
     
 
21-10-2008 A história que vou contar, relata alguns dias de caça de aproximação aos corços, espécie pouco conhecida pela maioria dos caçadores portugueses, mas com grande futuro no nosso país, sobretudo no norte do nosso país onde já se avistam alguns bons exemplares.
 
     
  Gilberto Fernandes  
   

 
 
  À espera do «macareno»...  
     
 
27-08-2008 Estas singelas linhas que vos escrevo ficarão para sempre no meu pensamento e serão recordadas como uma noite de fortes emoções e de boas sensações, aos pés do belo Alqueva.
 
     
  Ricardo Soares  
   

 
 
  África  
  Caçada na Namíbia  
     
 
10-08-2008 Ainda agora cheguei e já quero voltar... Sinto que “devo” (a alguns) de escrever qualquer coisinha acerca da minha caçada na Namíbia.
 
     
  António Inácio  
   

 
 
  Primeira montaria, primeiro tiro e primeiro javali!!!  
  O primeiro javali  
     
 
04-08-2008 Tudo começou no dia 15 de Dezembro de 2007, quando fui experimentar a minha nova carabina Browning, 30.06, estava um dia de calor e sol, apesar de ser Inverno, calhou-me a porta nº55.
 
     
  Luis Andrade  
   

 
 
  Um belo susto  
     
 
21-07-2008 A história que vou contar é verídica e passou-se na zona de caça da Serra Baixa.
 
     
  José Manuel Paulino  
   

 
 
  «a Janota foi um daqueles exemplares que só se possuem uma vez na vida»  
  A propósito de Teckels  
     
 
12-07-2008 Sempre gostei de cães, principalmente os de caça, e de entre estes os de parar. Comecei a caçar há cerca de trinta e cinco anos, nesse tempo raramente se viam cães de raça pura numa aldeia do Alentejo, havia bons cães de caça, bons coelheiros e bons perdigueiros, mas tudo de raça indefinida, cruzava-se bom com bom e valorizava-se primeiro que tudo a eficiência.
 
     
  José Manuel Paulino  
   

 
 
  «a caça é assim, vale acima de tudo pelos bons momentos que nos proporciona «  
  Espera no Crespo  
     
 
04-07-2008 Estes episódios valem não só pela subida de adrenalina provocada na altura, mas também pela sensação calma e agradável que nos proporcionam hoje ao revivê-los.
 
     
  José Manuel Paulino  
   

 
 
  Peredo dos Castelhanos  
  A magia de um lugar  
     
 
08-02-2008 «Ouvimos em surdina que Miguel Torga teria comentado para o Doutor Urbano, um médico local que foi seu colega em Coimbra e partilhava com ele a paixão da caça, que "não há coisa mais bonita do que uma perdiz derrubada de asa nas ladeiras do Peredo". (…)»
 
     
  AGOSTINHO BEÇA  
   

 
 
  A lua, rainha da noite, começou a surgir muito lentamente e a iluminar toda a parte da Contenda  
  Uma Espera aos Javalis em Terras do Convento  
     
 
21-10-2007 Quero dedicar esta história a todos os familiares e amigos com quem tive a sorte, o prazer e o privilégio de caçar durante anos, e que partiram mais cedo da nossa companhia.
 
     
  José Manuel Almeida  
   

 
 
  O meu Companheiro de Caça  
     
 
13-03-2007 Muitos daqueles que irão ler estas linhas já não poderão desfrutar de algo que graças a Deus, eu ainda tenho o privilégio de poder desfrutar e ao mesmo tempo sentir um prazer inexplicável que é poder caçar com o meu maior amigo e companheiro. Esse homem é o meu pai. Nunca pensei em escrever algo sobre este “homem” a quem devo tudo na vida, mas penso que será a altura ideal para o fazer pois ainda cá está para me acompanhar em muitas caçadas espero.
 
     
  Gilberto Fernandes  
   

 
Anterior 1 2 3 Próximo

     
  Voltar
 

| Ficha Técnica | Aviso Legal | Política de Privacidade |

 

(TES:0s) © 2004 - 2017 online desde 15-5-2004, powered by zagari