| | 656 Utilizadores on-line |    

Login [Entrar]

 
   
 
O elogio da caça: por Miguel Sousa Tavares 

  Pena é, só serem palavras!   
  luisnovais 13-10-2009 15:42:33   
     
  Pena é, só serem palavras!

Não me surpreende o que Miguel Sousa Tavares acabou de escrever, pois em nada acrescentou ao que a maioria dos caçadores são ou se tornaram hoje em dia, ou seja, enfelizmente uma espécie em vias de crescimento, comentadores de sentimentos, de caçadas com troféu, contadores de historias já vividas por todos nós, e “urbanos-depressivos” como disse e muito bem, replectos de boas intenções, mas em que nada acrescentam ao verdadeiro problema no que toca ao futuro da caça e dos caçadores neste País!

Não sei qual a intenção de Miguel Sousa Tavares em escrever sobre a sua vida pessoal como caçador, ou como se tornou caçador, eu tornei-me caçador, com fisga na mão e arma de pressão de ar, e quando chegava a casa todo molhado, levava logo uma tareia da minha Mãe! Deveras mais interesante de Miguel Sousa Tavares acabou de contar!

Será sua intensão de demostrarar que gosta de caça, de caçar, de comer, ou de dormir em“hotéizinhos manhosos” ou ainda, se era para chamar a atenção do que é a caça é para Ele ou representa para os caçadores em geral, sensibilizando a opnião púbica para entender melhor a caça e os caçadores ? Sinseramente fiquei sem preceber qual a sua intenção ou proposito ou ainda se joga à “sueca” ou será à lerpa dos sitios que referiu!?

Sr. Miguel Sousa Tavares devo-lhe dizer que apesar de ter descoberto a quinta estação do ano, existe para além desta, uma outra, a sexta estação do ano, aquela em deve sair para o campo no período de defeso e cuidar da caça como deve ser ou convenientemente! E talvez uma outra, a sétima estação do ano, aquela quando vai para a tv, rádio, jornais, e deveria escreve ou falar mais e muito mais, sensibilizando para o futuro da caça em Portugal!

Cabe a mim dizer-lhe que os verdadeiros caçadores, ou seja, os que nasceram de corpo e alma para isto, merecem ser preservados ou recuperados no seu habitat natural! Garantindo assim o futuro da caça em Portugal!

Moité Prença, quando escreveu também o que pensa sobre caça, em nada acrescentou o que aprendeu das suas palavras!

Tambem sou contra as “imperfeições do mundo, a suas falsidades e ”fúteis aparencias” mas lamento desaponta-lo caro confrade Miguel Sousa Tavares, é o que se vê e cada vez mais!

Quanto ao seu último paragrafo se me permite, devo-lhe tirar o chapéu, pois concordo plenamente, “jamais entenderam” “ tema de refexão e uma grande escola de vida e de valores”, desculpe e se me permite, eu acrescentava ….de valores que eu recomendo!

E para aqueles que já mais entenderam o que nós sentimos, eu posso lhe explicar mais um pouco a Si e a outros : passo noites mal dormidas a pensar no dia de amanhã. Por mais que não queira pensar, não consigo! O Outono liberta em mim sensações que nem eu consigo bem explicar! Numa madrugada fria e húmida, caminho pela serra, olhando para o colorido das folhas caídas no chão, umas castanhas outras vermelhas e amarelas, sinto um arrepio nas costas, sei lá se é do frio ou se é do medo que me salte uma galinhola. Sei lá! De qualquer das formas, continuo a caminhar com o mesmo pensamento. Sinto-me feliz por ser caçador e de receber emanações tal e qual um perdigueiro! Sim, porque para ser caçador é preciso sentir a Natureza, os seus cheiros, ouvir os seus sons, sentir a sua chuva. E por fim, sentado na fraga mais alta, a ver o ribeiro serpentear lá em baixo, até parece que veja as trutas comerem efêmeras, nisto, com os binóculos, avisto os lobos no outro lado da encosta fugindo sorrateiramente aos cães da montaria e digo “sou feliz, sou mesmo feliz“.
Penso na caça todos os dias, por várias vezes fiz questão de dizer à minha mulher, e Ela, admirada, olha a mim e sorri pensando “deves ser tolinho!“.
Hoje, aos 34 anos, sou feliz e sou triste. Sou uma pessoa que vê e sente tudo aquilo que viu e sentiu, ou melhor, sou um autodidacta. Perdiz que mato não mostro, galinhola que me salta não comento, trutas que pesco como-as. A final de contas, estou ansioso no dia de amanhã e só espero acordar ou talvez não e realizar tudo aquilo que penso ou sonho aqui e ali.

Pena é só serem palavras... mais umas palavras refexão para os confrades!

Luis Novais 
 
     
 
Comentário(s) 

meus melhores cumprimentos 
Espetacular 
Parabens..... 
Coragem 
Temos sorte! 
Deve ser este o espirito 
Bonito artigo sobre quem pode caçar sem duvida??? 
Palavras de reflexão.  
Venham mais dessas! 
Coragem e verve... 
Pena é, só serem palavras! 
coragem 
O que nós caçadores sentimos 
Pois, mas 
excelente artigo 

     
  Voltar
 
 
 

| Ficha Técnica | Aviso Legal | Política de Privacidade |

 

(TES:0s) © 2004 - 2018 online desde 15-5-2004