| | 362 Utilizadores on-line |    

Login [Entrar]

 
   
 
 
Relatos de Montaria

Início

Anterior

Próximo

Fim


Uma festa da caça!
5.ª Montaria da Casa do Pessoal da RTP (Serra da Estrela)
 

     

Autor: Álvaro Moreira

16-01-2008 17:22:09

 

A neve lá no alto da mancha
   
O espectáculo da serra
   
Um baptismo é sempre uma festa
   
Realizada sempre no início de Janeiro, e já pela quinta vez, esta é uma montaria importante, para a caça e para os caçadores, pela grande divulgação nacional da imagem positiva da caça, num tempo em que é de moda ser-se contra a caça.

E na verdade, mais do que uma montaria, foi sim uma FESTA DA CAÇA!


Mancha - Zona de Caça de Folgosinho / Gouveia (Serra da Estrela)
Data – 12.01.2008
Área da mancha – 490 ha
Portas – 175
Matilhas – 14
Organização – Casa do Pessoal da RTP, com o apoio do Clube de Caça e Pesca de Folgosinho e da Câmara Municipal de Gouveia
Tempo – sol, alguma nuvens, ligeira brisa e restos de neve lá no alto da serra
Tiros - +/- 50
Resultado – 4 javalis


Bem hajam pois essa meia dúzia de bravos que vão tendo a coragem de anualmente na sua estação de televisão irem afirmando ao País que a CAÇA é não só uma actividade boa e saudável na natureza, mas que também é uma festa.

Disputada a sua localização pelos municípios devido à visibilidade que lhes confere, e dispondo por isso de abundantes recursos organizativos, certo é que é sempre difícil movimentar tantos caçadores e algumas centenas de acompanhantes no vasto programa social que sempre oferecem a contento.

No amplo salão de um restaurante na típica aldeia serrana de Folgosinho, foi servido sentado a preceito um abundante taco, com uma sopa forte e quentinha no final para aconchegar os estômagos.

Já feito o sorteio no acto de inscrição, a tradicional prelecção foi partilhada pelo anfitrião Álvaro Amaro, Presidente da Câmara de Gouveia, homem da caça; pelo responsável pela montagem da mancha, Eduardo Figueira, sabedor; nomeado director de montaria Arménio Lança, Presidente da Confederação Nacional dos Caçadores Portugueses e após o tradicional Padre Nosso e minuto de silêncio pelos confrades já passados, a saída para a mancha feita de forma rápida e bem ordenada, tendo em conta o elevadíssimo número de armas. Calhou-me em sorte a porta 170 (!!!), bem lá no alto, quase uma hora de caminho até à companhia da neve, uma vista espectacular.

Mancha muito extensa, com coberto variado, alternando zonas de pinhal com outras de giesta alta ou de “rapado” coberto de densa carqueja e penedia, cheia de linhas de água profundas e muito próximas umas das outras, o que protegia bem o percurso de fuga das poucas reses e serve sempre de justificação para a fraca pontaria geral…

Devido ao recorte e extensão do terreno, foi difícil a contagem dos tiros dados, mas as opiniões trocadas no final eram coincidentes na casa da meia centena.

Bem armada a mancha, com segurança a colocação das portas nos muitos caminhos, que são sempre uma tentação para os matilheiros…

Colocadas as portas e soltas as matilhas perto do meio dia, algumas ladras e tiros espaçados, o foguete final soou perto das 15,00h, com rápida recolha das portas de volta à aldeia, o¬nde no largo foi servido um leitão laminado quentinho e bem regado, enquanto se esperava pelo anunciado baptismo de um neófito.

Os 4 porcos não tiveram direito a quadro de caça, tendo aparecido já abertos e limpos para o leilão.

Uma vez mais apanhado nessa noite num laço um porquito pequeno, que uma matilha se encarregou de desfeiar!!!

Os furtivos sabem bem, por todo o País, que o SEPNA anda demasiado atarefado a encher os cofres do Estado com o dinheiro das coimas que aplica desenfreadamente em vez de se preocupar com a sua função preventiva de guarda e protecção da caça…

De volta ao restaurante, foi servido um lauto jantar, entremeado com animada música popular, a sempre agradável passagem de modelos de roupa e acessórios de caça e o ansiado sorteio de uma carabina (que nunca mais chegava, tantas eram as garrafas e mais lembranças a sortear).

Jornada muito agradável, que se espera continue por muitos anos para promoção e divulgação da imagem da caça e dos caçadores.
 

 
Imprimir   Imprimir
     
     
     
     
 
 
 
Votos (16)    
 
     

Comentário(s) (1)   Comentário(s) (1)    
    festa?    
 
Informação Relacionada

7ª Montaria da Casa do Pessoal da RTP O nosso troféu não é exibir o número de reses abatidas, mas o ...

   

Montaria da RTP já tem data marcada A 7ª Montaria da RTP, organizada pela Casa do Pessoal da RTP – P ...

   

6ª Montaria do Pessoal da Casa do Pessoal da RTP Antes de começar o meu relato, queria desde já agra ...

   

V Montarias da Serra da Estrela A 5.ª edição das Montarias Serra da Estrela, que no passado fim-de- ...

   

Mega Montaria A 4ª Montaria da Casa do Pessoal da RTP, desta feita em Limãos, foi de facto um evento ...

   

Montaria da Casa do Pessoal da RTP rendeu nove javalis Este ano, o “preceito” anual da montaria de L ...

   

Montaria de Vale de Frades Nesta data realizou o Clube de Monteiros do Norte a 3.ª e última montaria ...

   

Montaria de Sabrosa da Casa do Pessoal da RTP Ouvi e li as notícias, li o artigo do Pedro Couto, indignado e tem toda a razão. Eu estive lá, gentilmen ...

   

Coletes Fluorescentes No dia 8 de Janeiro de 2005, ao ler o Jornal de Notícias deparei com uma notícia que me chamou à atenção, por faltar à verdade e ...

   
 
     
  Voltar

 
 

| Ficha Técnica | Aviso Legal | Política de Privacidade |

 

(TES:2s) © 2004 - 2020 online desde 15-5-2004