| | 897 Utilizadores on-line |    

Login [Entrar]

 
   
 
 
Artigo

Início

Próximo

Fim


Setter Inglês - Morfologia e Trabalho
 

     

Fonte: Carlos Fernandes

20-05-2004

 

   
"Assim que o Setter Inglês entra no campo de uma emanação, todo o seu corpo se baixa e fica ainda mais próximo do solo."

Estalão de Trabalho

O GALOPE
É amplo, suave, elegante, rápido, nem nervoso nem impetuoso, mas fluído e flexível, rasante e próximo do solo. O dorso permanece horizontal, aparentemente imóvel. A cauda fica posicionada no prolongamento da coluna vertebral, sem agitar, com tendência a permanecer baixa, em forma de foice. Nas mudanças de direcção, esta pode funcionar como pêndulo. Nas mudanças de velocidade, pode variar de altitude e nomeadamente elevar-se nos abrandamentos.

O PORTE DA CABEÇA
Fica posicionado no prolongamento da linha dorsal ou ligeiramente acima deste. Nos exemplares que têm um porte de cabeça "em forma de martelo", este defeito torna-se inestético, mas pode ser compensado por uma posição excelente do pescoço. A cabeça é móvel e sempre em busca da emanação, podendo esta característica causar mudanças de direcção durante a busca.

A PARAGEM
Assim que o Setter Inglês entra no campo de uma emanação, todo o seu corpo se baixa e fica ainda mais próximo do solo. Apenas a cabeça e a trufa permanecem elevadas e acima da vegetação. Seguidamente, retoma o cone da emanação, por vezes através de passos rápidos e bruscos, o mais directamente possível, abrandando a sua velocidade, prudente e desconfiado, mas com os músculos contraídos, por uma tensão extrema, como um felino, tentando através desta acção insidiosa aproximar-se o mais possível da peça de caça. Se se aperceber da ausência de caça, ele retoma então a sua busca e o seu galope habituais. Se, pelo contrário, se certificar da presença de caça, abranda cada vez mais e fica petrificado na paragem, com o focinho expressivo, os olhos brilhantes, a cauda esticada acompanhando a linha dos rins, mas mais elevada e um pouco mais arqueada que no galope. Se a subida da emanação for demorada, a paragem pode ser elevada uma vez que a emanação se encontra muito distante do cão. Pelo contrário, uma emanação mais próxima e mais súbita provocará uma paragem muito mais rasante e próxima do solo. A acção felina observa-se particularmente em terreno descoberto pois o Setter Inglês tem medo de ser visto pela caça. Pelo contrário, com vento favorável numa vegetação suficientemente desenvolvida, a paragem pode ser efectuada de pé, com as articulações pouco flectidas.

O DESLIZAR
É uma das características da raça. Quando a peça tenta fugir apeada (ou após a paragem à ordem do condutor), se o Setter Inglês segue-a (ou aproxima-se desta) numa acção excepcional concentrando toda a sua vontade em não perder o contacto a fim de a bloquear, tal como um felino.

A PARAGEM POR SIMPATIA
O Setter Inglês corresponde à imagem da sua personalidade: fluída, flexível e frequentemente corresponde ao estilo das suas paragens.

Estalão de Beleza

ASPECTO GERAL

- de tamanho médio, com os contornos definidos e de estampa e movimentação elegantes.

-

-

PROPORÇÕES

- (padrão não comenta).

-

-

TALHE

- altura na cernelha: machos: 65 a 68 cm e fêmeas: 61 a 65 cm

-

- comprimento: (padrão não comenta).
- peso: (padrão não comenta).

-

-

TEMPERAMENTO

- muito activo, com forte instinto de caça. Extremamente amistoso e de boa índole. 

-

-

PELE

- (padrão não comenta).

-

-

PELAGEM

- Pêlos: desde a nuca, alinhada com as orelhas, a pelagem é longa e sedosa, ligeiramente o­ndulada, sem ser encaracolada ou encacheada; nos segmentos proximais dos membros anteriores e posteriores, cai, bem franjada.

-

-

COR

preto e branco (azul belton), laranja e branco (laranja belton), limão e branco (limão belton), fígado e branco (fígado belton), ou tricolor, isto é, azul belton-e-castanho ou fígado, belton-e-castanho; aqueles sem manchas grandes pelo corpo, mas salpicadas (belton) são os preferidos.

Nota da Comissão de Padrões: "BELTON" é um termo usualmente utilizado para a descrição da pelagem característica do seter inglês. Belton é uma vila em Northumberland. Este termo foi criado e divulgado pelo livro sobre o setter inglês escrito pelo Sr. Edward Lavarack, criador que exerceu preponderante influência no actual aspecto da raça.

-

-

CABEÇA

- portada alta, longa, razoavelmente seca. A distância, da ponta da trufa ao stop, é igual ao comprimento do crânio, desde o stop até o occipital.

Crânio

- bem desenvolvido, oval entre as orelhas, com a protuberância do occipital bem marcada.

Stop

- bem definido.

Focinho

- moderadamente, profundo e bem quadrado. 

Trufa

- de cor preta ou fígado, de acordo com a cor da pelagem. Narinas são largas.

Lábios

- devem ser, moderadamente, pendentes.

Mordedura

-  maxilares fortes de comprimento aproximadamente igual. Dentes perfeitos e mordedura em TESOURA perfeita, regular e completa. Dentes superiores articulam-se sobrepostos rentes aos inferiores e dispostos em posição ortogonal aos maxilares. 

Olhos

- ovais e inseridos no plano da pele, brilhantes, meigos e expressivos. Cor variando entre o avelã e o marrom escuro, melhor, o mais escuro. Somente no fígado belton, os olhos, ligeiramente, mais claros são aceitáveis.

Orelhas

- de comprimento médio, inserção baixa, portadas caídas, rente às faces, em dobra nítida; e a ponta aveludada, a região proximal é revestida de pêlos finos e sedosos.

-

-

PESCOÇO

- razoavelmente longo, musculoso e seco, levemente, arqueado na nuca e, nitidamente, recortado o­nde ele se articula com a cabeça. Na direcção do ombro, se alarga, bem musculoso, de forma elegante e sem barbela.

-

-

TRONCO

- de comprimento médio.

Cernelha

- (padrão não comenta).

Dorso

- curto e nivelado.

Peito

- profundo no antepeito, boa profundidade entre as escápulas. Profundo, no prumo das costelas falsas, isto é, com a caixa torácica bem desenvolvida.

Costelas

- arredondadas, bem arqueadas

Ventre

- (padrão não comenta).

Lombo

- largo, ligeiramente arqueado forte e musculado.

Garupa

- (padrão não comenta).

-

-

MEMBROS

Anteriores - 

Ombros

- Ombros: oblíquos e bem angulados.

Braços

- (padrão não comenta).

Cotovelos

- bem baixos, trabalhando rente ao tórax.

Antebraços

- rectos e bem musculados, com ossos de secção redonda.

Carpos

- (padrão não comenta).

Metacarpos

- curtos, fortes, rectos e de secção redonda.

Patas

- bem almofadadas, compactas, protegidas por pêlos entre os dígitos, bem arqueados.

-

-

Posteriores                          - bem musculados incluindo as pernas. Longos da garupa ao jarrete.

Coxas

- Longas.

Joelhos

- bem angulados.

Pernas

- (padrão não comenta).

Metatarsos

- (padrão não comenta).

Jarretes

- bem curtos e, perfeitamente, direccionados para frente.

Patas

- bem almofadadas, compactas, protegidas por pêlos entre os dígitos, bem arqueados.

-

-

Cauda

- inserida no alinhamento com o dorso, de comprimento médio, até, no máximo, o nível dos jarretes. Bandeira ou franjas pendentes em longas mechas. As franjas iniciando logo abaixo da raiz da cauda, são maiores no segmento medial e diminuem gradualmente para a ponta: pêlos longos, brilhantes, macios e sedosos, o­ndulados, mas não encaracolados. 
Portada quase nivelada ao dorso, em subtil curva ou em forma de cimitarra, sem tendência a se elevar, com movimento vigoroso e açoitante.

-

-

Movimentação

- fluente e graciosa, revelando velocidade e resistência. A movimentação dos jarretes revela forte propulsão nos posteriores, que, vistos por trás, trabalham aprumados. Cabeça portada naturalmente alta.

-

-

Faltas

- avaliadas conforme a gravidade.

-

-

Faltas graves

- (padrão não comenta).

-

-

Desqualificações                  - as gerais.

-

-

NOTA: os machos devem apresentar dois testículos de aparência normal, bem desenvolvidos e acomodados na bolsa escrotal.



 

1 - Trufa
2 - Focinho
3 - Stop
4 - Crânio
5 - Occipital
6 - Cernelha
7 - Dorso
8 - Lombo
9 - Garupa

10 - Ísquio
11 - Raiz da cauda
12 - Cauda
13 - Coxa
14 - Perna
15 - Jarrete
16 - Metatarso
17 - Joelho
18 - Ventre

19 - Cotovelo
20 - Pata
21 - Carpo
22 - Braço
23 - Esterno
24 - Ombro

h  - Altura na cernelha.
C - Comprimento do tronco.

 

 
Imprimir   Imprimir
     
     
     
     
 
 
 
Votos (403)    
 
     
 
Informação Relacionada

Vale a pena ser Caçador O amigo e Presidente da CNCP Vítor Palmilha desafiou-me a escrever umas palavras nesta notável publicação, que se insere no pr ...

   

Provas de Apuramento - Zona 1 – POINTER CLUB DE ESPANHA No passado dia 8 de Agosto foram realizadas ...

   

As perdizes de ao pé de casa Quinta-feira. Corria o mês de Outubro, quente e seco este início de Ou ...

   

Vítor Silva continua a somar êxitos no estrangeiro Decorreram nos dias 15, 16 e 17 de Maio em Castil ...

   

Uma Caçada diferente A caça para mim hoje são os cães de caça, o meio ambiente, as caminhadas, as es ...

   

Provas de Selecção na Galiza do Pointer Clube de Espanha No passado dia 30 de Agosto, no Tecor Terra ...

   

IIª Taça Portuguesa de Santo Huberto No âmbito da Feira Nacional de Caça e Pesca Évora 08, realizou- ...

   

FENCAÇA: Resultados das Provas de Santo Huberto A Fencaça organizou nos dias 28 e 29 de Junho com a ...

   

Galinholas um Tesouro dos Açores A caça às galinholas (Scolopax rusticola) é uma prática ci ...

   

A magia de um lugar «Ouvimos em surdina que Miguel Torga teria comentado para o Doutor Urbano, um mé ...

   

FENCAÇA: Resultados das Provas de Santo Huberto na IV Região Cinegética Apesar da chuva, foi realiza ...

   

FENCAÇA: Resultados das Provas de Santo Huberto na 1ª Região Cinegética No fim de semana de 19 e 20 ...

   

O meu Companheiro de Caça Muitos daqueles que irão ler estas linhas já não poderão desfrutar de algo ...

   

Provas de Apuramento para a Final Nacional e Campeonato do Mundo de Stº. Huberto As provas de apuram ...

   

X Feira da Caça e XII Festa dos Caçadores do Norte Decorreu entre 26 a 29 de Janeiro em Macedo de Ca ...

   

V Campeonato Regional de Santo Huberto FCEDM Seguramente que nunca antes a designação "Nariz do Mund ...

   

Braco Alemão - Morfologia e Trabalho "A postura orgulhosa, a suavidade de sua silhueta, a cabeça sec ...

   

Epagneul Breton - Morfologia e Trabalho "De pequeno porte e robusto, muito vigoroso, que tem substân ...

   

Pointer - Morfologia e Trabalho "Todas as faculdades devem convergir num único objectivo: Procurar e ...

   

Deutsch Drahthaar - Morfologia e Trabalho A origem desta excelente raça de cães é a Alemanha. A sua ...

   

Perdigueiro Português - Morfologia e Trabalho "O Perdigueiro Português é um óptimo cão de parar, mui ...

   
 
     
  Voltar

 
 

| Ficha Técnica | Aviso Legal | Política de Privacidade |

 

(TES:2s) © 2004 - 2017 online desde 15-5-2004, powered by zagari