| | 622 Utilizadores on-line |    

Login [Entrar]

 
   
 
 
Artigo

Início

Anterior

Próximo

Fim


Baruck Hellwegufer
Cães Notáveis
 

     

Autor: José Manuel Paulino

29-07-2008 10:10:00

 

Baruck Hellwegufer
   
Diana do Chança, filha do Baruck
   
Cachorro da linha do Baruck da 5ª geração
   
No início da década de oitenta, dado o gosto que sempre tive pelos cães de parar, acabei por integrar um grupo restrito, que tal como eu, tinha essa paixão, acabando mais tarde por se formar o “Clube dos Amigos do Cão de Parar”.

Havia nesta altura um grande entusiasmo com a recuperação do Perdigueiro Português, e alguns entusiastas da raça como Arménio Lança, José Grife e outros, criaram bons exemplares como o “Cardo” e a “Urze” do “Alto Sado”. Era uma tarefa difícil dado o pequeno número de exemplares com condições para reproduzir.

Havia outros amigos simpatizantes de outras raças de parar como o Coronel Pereira de Castro apaixonado pelo Braco Alemão ou o João Santos apreciador dos Bretons. Este grupo acabou por dar um certo incremento às provas de trabalho que tinham como principal finalidade a descoberta e selecção de exemplares para a reprodução.

Nunca tive paciência suficiente para preparar cães para provas de trabalho, mas gostava de assistir e nessa condição assisti a muitas.

Foi assim que um dia fui parar ao campo de tiro de Alcochete na companhia do amigo João Cordovil. Nesta prova apareceu um Braco Alemão castanho unicolor que se destacava pela sua morfologia (robusto, mas não muito alto, caixa torácica muito desenvolvida, dava a sensação de uma solidez extraordinária), qualidades inatas de grande caçador e alguma falta de ensino. Tratava-se de um exemplar com um excelente pedigree, importado através do veterinário espanhol, grande conhecedor da raça e com bons contactos na Alemanha, José Manuel Sanz Timon.

Segundo ouvi dizer, custou na altura ao seu dono, o Eng.º Duarte Massa Aguiar, a módica quantia de 300 contos. Já não me lembro muito bem se foi nesta altura ou posteriormente que o Eng.º Duarte Aguiar acordou com o João Cordovil o treino do Baruck, o certo é que passado pouco tempo o cão se encontrava em Safara a fim de ser treinado para apresentar em provas. Como Safara se encontra a 20Kms da minha casa acompanhava muitas vezes os treinos. Era um poço de força aliada a uma enorme paixão e a um excelente nariz, dava gosto vê-lo assinalar e parar as perdizes, era espectacular e depois de limadas algumas arestas (algumas vezes levou no duro), apresentava-se em provas com bastante êxito, classificando-se quase sempre no topo. A sua paixão era de tal ordem que quando se deslocava à trela e se apercebia que ia entrar em prova ladrava de entusiasmo.

Uma vez numa prova em Portimão, no cobro de pato numa barragem, houve um atirador que deu mal num pato indo pousar ferido no outro extremo da barragem a uns cem metros, já não me lembro se intencionalmente ou se foi ele que se safou, o certo é que exuberante como sempre, saltou à água, e ao contrário do que todos pensámos, que voltaria para trás após nadar um bocado, atravessou a barragem duas vezes fazendo perto de 200m e voltou com o pato.

Posteriormente foi muito utilizado na caça à perdiz de salto em Espanha, por vezes em terrenos difíceis, de muitas estevas, chegava ao fim da caçada bastante maltratado, mas não quebrava. Sem dúvida, era um animal extraordinário, que proporcionou grandes alegrias ao seu dono.

Eu tive o privilégio de criar duas ninhadas filhas dele com uma cadela de boas linhas de caça, filha do Yuker do Coronel Pereira de Castro e da Vadia do Jorge Alho, deram excelentes cães de caça, ainda hoje tenho uma cadela dessa linha e alguns amigos têm tentado manter o sangue e a imagem do BARUCK através de cruzamentos consanguíneos um pouco afastados, na esperança de que apareça algum exemplar muito semelhante, sempre que criamos uma ninhada, há algum cachorro que tentamos identificar com o seu glorioso antepassado.
 

 
Imprimir   Imprimir
     
     
     
     
 
 
 
Votos (29)    
 
     

Comentário(s) (1)   Comentário(s) (1)    
    boa tarde    
 
Informação Relacionada
 
     
  Voltar

 
 

| Ficha Técnica | Aviso Legal | Política de Privacidade |

 

(TES:2s) © 2004 - 2017 online desde 15-5-2004, powered by zagari