| | 160 Utilizadores on-line |    

Login [Entrar]

 
   
 
 
Internacional

Início

Anterior

Próximo

Fim


Garantir às populações locais os benefícios do uso sustentável da caça
Caça em África pode ser estimulada
 

     

Fonte: SRZD

17-09-2008 9:00:00

 

   
Gorilas, elefantes e primatas em geral são espécies seriamente ameaçadas na África. No entanto, quem defendia a proibição da caça destes animais vem mudando de ideias, uma vez que foi constatado que a maioria dos caçadores locais caça para sua subsistência. A ONG Grupo Consultor de Investigações Agrícolas Internacionais (CIFOR), por exemplo, defende ainda que o comércio local de caça seja estimulado, excluindo apenas animais em risco de extinção.

Os especialistas do CIFOR acreditam que a proibição do comércio de caça na África Central teria consequências sérias para a população pobre do continente. A actividade produz o equivalente a quatro milhões de cabeças de gado. A carne proveniente da selva representa cerca de 80% das proteínas consumidas pelas populações rurais, segundo o relatório da ONG.

O director da CIFOR, Frances Seymor, afirmou em entrevista ao "El Mundo", que um bom começo para repensar o problema seria concentrar a atenção sobre uma subsistência sustentável, em vez do bem-estar animal. "Se for garantido à população local o aproveitamento dos benefícios do uso sustentável da caça, será possível administrar e negociar regimes selectivos da actividade", explicou Seymor.

A vida selvagem africana também é prejudicada por indústrias madeireiras e mineiras, na maioria multinacionais. Elas abrem estradas e incentivam o surgimento de povoados de trabalhadores em pontos isolados da selva.
 

 
Imprimir   Imprimir
     
     
     
     
 
 
 
Votos (1)    
 
     
   
     
  Voltar

 
 

| Ficha Técnica | Aviso Legal | Política de Privacidade |

 

(TES:0s) © 2004 - 2019 online desde 15-5-2004