| | 179 Utilizadores on-line |    

Login [Entrar]

 
   
 
 
Relatos de Montaria

Início

Anterior

Próximo

Fim


Montaria de Carviçais
 

     

Autor: António Neves

02-12-2008 14:18:10

 

Fredy e o troféu
   
Parte do quadro final
   
Ruínas do moinho na ribeira
   
A vista da minha porta
   
Companheiros da montaria
   
O que me levou a convidar os colegas das montarias para irmos a Carviçais, foram as recentes noticias de avultados estragos, provocados pelos javalis nas culturas, em algumas freguesias do concelho de Freixo de Espada à Cinta, sobretudo o resultado da montaria em Fornos, que foi de 21 javalis.

Montaria: Zona de Caça Municipal de Carviçais
Concentração: Carviçais (Torre de Moncorvo)
Data: 22 de Novembro de 2008
Organização: Associação de Caça e Pesca de Carviçais
Taxas (€): A – 25; B – 35; C – 40; D – 40
Tempo: Céu limpo
Mancha: ± 800 ha
Matilhas: 9
Postos: 145
Tiros: ± 60 (talvez mais, dada a extensão da mancha é possível que não tenha ouvido todos)
Resultado: 15 javalis (2 navalheiros, um de excelente porte – 145 kg)

Sendo a mancha de Carviçais muito perto da mancha de Fornos e segundo o amigo Toju, que me dizia que as expectativas da organização eram de um bom resultado (devido aos vestígios dos javalis na mancha) estavam reunidas as condições para termos uma boa montaria. Não nos enganamos!

Já em Carviçais no local de concentração, procedemos ao pagamento da inscrição e aguardamos o pequeno-almoço. De salientar, que o local de concentração era excelente, quer em espaço para os monteiros, quer em estacionamento para as viaturas das armadas, monteiros, matilhas, etc.

Após o pequeno-almoço foi feita a chamada dos monteiros para retirar o nº da porta e receber um brinde, um guarda-chuva. Na minha opinião faltou a habitual prelecção sobre o comportamento, a segurança e outros aspectos relacionados com a montaria (ouvimos sempre o mesmo, mas é sempre oportuno. Outro aspecto é o facto de este ano termos nas montarias muitos caçadores que o fazem pela primeira vez, devido ao novo funcionamento das licenças de caça e é muito importante para estes abordar sempre as normas de funcionamento das montarias).

A saída para a mancha foi rápida no caso da minha armada. Outras demoraram algum tempo, dada a distância e extensão da mancha.

A minha armada era na Ribeira dos Moinhos. Pude fotografar as ruínas de um ao fundo da minha porta. Lugar mágico! Só pela paisagem já valeu a pena vir a Carviçais. Enquanto decorreu a colocação dos colegas de porta pude verificar a grande distância (até em demasia em alguns casos) a que estas estavam colocadas. Seguramente as portas desta armada estavam marcadas com uma distância de mais de 400 metros. Sem dúvida conferiam segurança ao tiro!

A montaria iniciou pelas 13:00 horas. De imediato ouviram-se as primeiras ladras. Nas duas primeiras horas de montaria as matilhas que largaram junto à estrada de Freixo praticamente não se calaram. Os cães fizeram um bom trabalho, dado o calor que se fez sentir.

Apenas a matilha Búfalo Bill, chegou perto de nós, ficando muita mancha por bater em frente a esta armada. Mesmo não conhecendo a mancha na totalidade, olhando para a carta militar fornecida no sorteio, pareceu-me muito extensa para o número de matilhas utilizadas.

Nota ainda para o azar que este ano vem batendo às portas do Cepeda. Desta vez foram uns agricultores que apanhavam azeitona muito perto com recurso a vibradores manuais. Existem sempre situações destas, alheias às organizações das montarias acabando por ser desagradáveis para os participantes, embora os verdadeiros monteiros não se importem com isso, como foi o caso, pois sabem que o agricultor faz parte do meio rural e sem a actividade deste não haveria caça.

Terminada a montaria, chegamos ao local de concentração já quase noite. Começavam a chegar os primeiros javalis. Confesso que não esperava este resultado pela quantidade de tiros que ouvi.

A sorte continua para os lados do Fredy que este ano pela segunda vez abate um navalheiro, este com uma bonita boca. Dizia-me ele que tentou o remate de faca, embora sem êxito, dado a mobilidade e corpulência do animal. Com um tiro na coluna, e fazendo várias investidas para os cães e para ele o remate acabou por ser a tiro. Esperamos a sua homologação.

Espero que este troféu seja medalhável para se poder afirmar a sua qualidade, a qualidade da mancha e região onde foi criado. Este pode ser um factor de extrema importância para a divulgação da ZCM de Carviçais.

O resultado final foi um excelente quadro de caça em termos quantitativos e qualitativos.

Notas finais: excelentes condições no local de concentração, mancha espectacular, bom trabalho das matilhas e um serão repleto de salutar convívio.

De regresso a Mirandela o grupo não perdoou um cafezinho ao amigo Inácio Neto, no Desportivo em Vila Flor, pelo “susto” que causou a um javali.
 

 
Imprimir   Imprimir
     
     
     
     
 
 
 
Votos (7)    
 
     

Comentário(s) (2)   Comentário(s) (2)    
    Muito obrigado    
    grande javardo...    
   
     
  Voltar

 
 

| Ficha Técnica | Aviso Legal | Política de Privacidade |

 

(TES:1s) © 2004 - 2019 online desde 15-5-2004