| | 1180 Utilizadores on-line |    

Login [Entrar]

 
   
 
 
Relatos de Montaria

Início

Anterior

Próximo

Fim


Alegrete e Vale de Cavalos
Montaria da Casa de Pessoal da RTP
 

     

Autor: Filipe Pedroso de Lima Domingos

Co-Autor: Filipe Domingos e Casa do Pessoal da RTP

13-01-2009 12:00:00

 

   
   
   
   
   
Como consequência da desruralização que se tem verificado nas últimas décadas, as actividades ancestrais ligadas ao campo e à caça tendem a ser vistas pela nova ordem dominante com um certo desdém, quiçá até com animosidade, muitas vezes veiculada pelos média. È pois de enaltecer a Casa de Pessoal da RTP – Porto, que vem realizando em diversos pontos de País montarias ao javali, sendo esta a 6ª Edição.

Montaria – Montaria da Casa de Pessoal da RTP
Mancha – ZCM 2760
Data – 10 de Janeiro de 2009
Organização – Casa de Pessoal da RTP e Associação de Caça e Pesca de Alegrete e Vale de Cavalos - Portalegre
Área (ha) – 1000
Director da Montaria – Engº Álvaro Amaro
Portas – 140
Matilhas - 20
Tiros – Muitos
Tempo – Sol
Resultado – 40 Javalis (2 navalheiros)


A montaria deste ano realizou-se na freguesia de Alegrete do bonito Concelho de Portalegre, freguesia esta que remonta a uma época anterior ao século IV tendo passado por períodos muito difíceis até à Reconquista Cristã aos mouros, tendo sido Vila e sede do Concelho até 1855.

Em boa hora a Casa de Pessoal da RTP-Porto liderada superiormente nesta realização pelos senhores José Peres e Luis Castro em parceria com a Associação de Caça e Pesca de Alegrete e Vale de Cavalos, escolheram esta zona inserida no Parque Natural da Serra de S. Mamede, que tem condições excepcionais para a caça de um modo geral e para o javali em particular.

O percurso até Alegrete principalmente na zona de cidade de Portalegre e Serra de S. Mamede estavam com muita neve e algum gelo o que o tornava de certa maneira muito perigoso, obrigando a uma condução atenta. Em termos paisagísticos era porém, um regalo para a vista.

A partir das 8 horas os monteiros ao chegarem ao Centro Desportivo Cultural e Social de Vale de Cavalos, faziam a confirmação da inscrição, retiravam um envelope com o nº da porta o mapa da mancha e era-lhes entregue umas lembranças da organização, sendo de realçar que a exemplo de anos anteriores, das mesmas fazia parte um colete fluorescente, que é fundamental para a segurança dos participantes pois torna-os perfeitamente visíveis à distância.

O pequeno-almoço foi servido com qualidade, variedade e quantidade onde não faltou a tradicional tortilha tão característica desta zona.

Logo após em redor de um palanque, o Senhor José Peres deu as boas vindas a todos, tendo nomeado director da Montaria o senhor Engº Álvaro Amaro, que numa intervenção competente e bem disposta, mas com seriedade, deu as indicações habituais de segurança, tendo pedido a todos que rezassem um Pai Nosso por alma daqueles que já não nos podem fazer companhia.

A saída das armadas pareceu-me agilizada e com celeridade. Apenas uma pequena nota para o meu postor que teve alguma dificuldade, ainda que momentânea, em dar com as últimas portas. Foguete de começo pelas 12 horas, tendo terminado pelas 16, quando já começava a arrefecer. A minha porta B23 teve a terminação, pois a meio da montaria a B24 cobrou um javali.

A mancha era muito grande e a zona onde estava não me permitiu contabilizar com algum rigor o número de disparos, mas para o quadro de caça final terão sido bastantes.

As matilhas ainda que em número significativo, não conseguiram cobrir toda a área, dada a sua dimensão, mas fizeram o seu trabalho que se reflecte nos resultados finais.

Quando chegámos da mancha esperava-nos já um porco no espeto que acompanhado com o tinto e branco da zona nos aconchegou os estômagos.

Já se encontravam perfilados cerca de 24 javalis quando cheguei, estando já a Senhora Veterinária Municipal a fazer a análise e recolha de sangue e vísceras para análise, o que é sempre de salientar, pois com a saúde pública não se brinca. No quadro de caça apareceram alguns javalis relativamente pequenos (20-25 Kg), algumas porcas de bom porte e dois navalheiros, um deles então que só chegou quando já se jantava era de excelente boca.

O almoço que estava marcado para as 18 atrasou-se cerca de duas horas, pois o leilão de 40 javalis levou algum tempo, o que era inevitável.

Enquanto decorria o almoço-jantar, servido a cerca de 320 pessoas, composto de entradas diversas, sopa, bacalhau e cozido à portuguesa, que foi excelente, numa sala com mesas bem arranjadas e com um centro de mesa com frutas e doces, tocou um grupo regional de cantares tradicionais. Já não assisti ao sorteio da carabina, com bastante pena, pois saí pelas 22:20 horas uma vez que ainda tinha que fazer 220 km.

Os acompanhantes dos caçadores, enquanto decorria a montaria tiveram um programa cultural com visita a locais de interesse tendo sido servido um coffee-breake em Portalegre, com o apoio da Câmara Municipal.

Duas notas finais:

Parabéns à excelente organização que proporcionou a todos uma excelente montaria, com um ambiente de boa convivência.

O meu obrigado ao Nelson Cadavez e ao Portal Santo Huberto pelo amável convite.
 

 
Imprimir   Imprimir
     
     
     
     
 
 
 
Votos (0)    
 
     
 
Informação Relacionada

7ª Montaria da Casa do Pessoal da RTP O nosso troféu não é exibir o número de reses abatidas, mas o ...

   

Montaria da RTP já tem data marcada A 7ª Montaria da RTP, organizada pela Casa do Pessoal da RTP – P ...

   

Montaria RTP 2009 Fui a única Monteira presente neste evento. Profundamente conhecedora, por longa e ...

   

6ª Montaria do Pessoal da Casa do Pessoal da RTP Antes de começar o meu relato, queria desde já agra ...

   

5.ª Montaria da Casa do Pessoal da RTP (Serra da Estrela) Realizada sempre no início de Janeiro, e j ...

   

Mega Montaria A 4ª Montaria da Casa do Pessoal da RTP, desta feita em Limãos, foi de facto um evento ...

   

Montaria da Casa do Pessoal da RTP rendeu nove javalis Este ano, o “preceito” anual da montaria de L ...

   

Montaria de Vale de Frades Nesta data realizou o Clube de Monteiros do Norte a 3.ª e última montaria ...

   

Montaria de Sabrosa da Casa do Pessoal da RTP Ouvi e li as notícias, li o artigo do Pedro Couto, indignado e tem toda a razão. Eu estive lá, gentilmen ...

   

Coletes Fluorescentes No dia 8 de Janeiro de 2005, ao ler o Jornal de Notícias deparei com uma notícia que me chamou à atenção, por faltar à verdade e ...

   
 
     
  Voltar

 
 

| Ficha Técnica | Aviso Legal | Política de Privacidade |

 

(TES:2s) © 2004 - 2020 online desde 15-5-2004