| | 870 Utilizadores on-line |    

Login [Entrar]

 
   
 
 
Notícia

Início

Anterior

Próximo

Fim


Gabinete do SEDRF reage severamente às críticas da SPEA
 

     

14-08-2009 12:00:00

 

O Gabinete do Secretário de Estado do Desenvolvimento Rural e das Florestas considera insultuosos os comentários da SPEA - Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves, feitos ao actual calendário venatório, tornados públicos pelo Agroportal. Em nota divulgada hoje a tutela classifica esta ONGA de irrelevante e revelando falta de escrúpulos.

Motivo de indignação ainda, por parte do SEDRF, são também as criticas dirigidas pela SPEA à preparação de uma nova Lei da Caça, que como é sabido ficou sem efeito.





MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, DO DESENVOLVIMENTO RURAL E DAS PESCAS
Gabinete do Secretário de Estado do Desenvolvimento Rural e das Florestas


1. Publica o Agroportal uma nota da Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves o­nde são feitos vários comentários sobre questões relativas à caça;

2. O primeiro desses comentários, referente ao Calendário Venatório, é insultuoso e revela falta de escrúpulo por parte de uma entidade irrelevante, que só se dá a conhecer nos dias anteriores ao início dos períodos de caça. Assim, importa informar que o Calendário foi discutido com as entidades parceiras do MADRP e com outros serviços públicos que com ele concordaram, e resultou de uma análise profunda das implicações em cada espécie. Ninguém pode dizer que este Calendário não cumpre todas as normas legais comunitárias e nacionais;

3. É dito nessa Nota que está em preparação uma nova Lei da Caça e desenvolve um conjunto de comentários fantasiosos e levianos sobre essa pretensa proposta. Ora, foi elaborada no início do ano, uma proposta técnica que não teve seguimento por parte desta SEDRF. Desde Março que tem sido esta a informação dada a todos os que nos questionam sobre a matéria de forma oficial e a todas as entidades que mantém como esta SEDRF uma relação institucional.

4. Fazer nesta altura referências a um calendário venatório que cumpre de forma zelosa todas as normas e a um texto de trabalho que não teve qualquer seguimento nem discussão pública só pode ser um acto de má fé que repudiamos.


Lisboa, 14 de Agosto de 2009




Ler comunicado da SPEA
 

 
Imprimir   Imprimir
     
     
     
     
 
 
 
Votos (8)    
 
     
   
     
  Voltar

 
 

| Ficha Técnica | Aviso Legal | Política de Privacidade |

 

(TES:0s) © 2004 - 2020 online desde 15-5-2004