| | 2183 Utilizadores on-line |    

Login [Entrar]

 
   
 
 
Opinião

Início

Anterior

Próximo

Fim


Coletes Fluorescentes
 

     

Autor: Pedro Couto

13-01-2005 11:33:00

 

Encontro Venatório (Montaria de França, Janeiro 2004)
   
Costas do Colete (Montaria de Rebordainhos, Novembro 2004)
   
Monteiros com coletes (Quinta de Zacarias, Janeiro 2005)
   
No dia 8 de Janeiro de 2005, ao ler o Jornal de Notícias deparei com uma notícia que me chamou à atenção, por faltar à verdade e estar desfasada alguns anos da realidade.

Esta noticia tinha como titulo – COLETES FLUORESCENTES NOVIDADE EM MONTARIA. Depois de ler a notícia fiquei a saber que os autores da tão propalada inovação era a Casa do Pessoal da RTP – Porto, que efectuava a sua II Montaria, na localidade de Sabrosa, esta notícia é assinada pelo senhor Almeida Cardoso, que, julgo deveria ter procurado saber da autenticidade da mesma.

Assim:
Na qualidade de caçador, monteiro e sócio do CUBE DE MONTEIROS DO NORTE (C.M.N.), devo esclarecer o seguinte:

1 – O uso institucional dos coletes fluorescentes foi introduzido nas montarias em Portugal pelo CMN, tendo pela primeira vez sido usados colectivamente por uma instituição na Montaria de Penas Róias, no dia 16 de Fevereiro de 2002 integrada no XVII Encontro Venatório. Nessa altura foi o mesmo distribuído a todos os sócios, não sócios e matilhas intervenientes. Durante estes anos os coletes, primeiro laranja e actualmente verdes, foram sendo entregues aos novos sócios e vendidos aos não sócios. Estes coletes possuem na frente e costas bordado o emblema do Clube. De notar que quase todos os matilheiros do Nordeste Transmontano possuem estes coletes.

2 – No meu artigo – Calibre 12 de Março de 2004 – referente à Montaria de Marmelos, de 10 de Janeiro de 2004, na sua parte final já me refiro a eles.

3 – No meu artigo – Crónica de um encontro anunciado – inserido no Portal www.santohuberto.com , existem fotos elucidativas dos coletes.

4 – Leia-se e atente-se nas imagens da reportagem sobre o encontro venatório, publicada na revista Caça e Cães de Caça, de Abril de 2004 na qual se vislumbra também um colete na altura do baptismo. Na revista de Maio também há uma entrevista ao Presidente da FACE, em que se vêm algumas fotos de uso dos coletes com muita visibilidade.

5 – Leiam-se os artigos, de minha autoria sobre as montarias de Rebordainhos, Zacarias e Ano Bom, as primeiras de 2004 e a última de 2 de Janeiro de 2005.

Para finalizar:
Não satisfeitos com a notícia, continuou a RTP a apregoar no Telejornal das 13 Horas e Regiões de 10 de Janeiro, a paternidade da utilização pela primeira vez dos coletes nas montarias em Portugal.

Admitindo embora que tal possa ter-se devido ao simples desconhecimento de quem proferiu essa afirmação, certo é que para bem da verdade devia esse Serviço Público (?) RTP, repor a verdade pois não lhes ficaria nada mal.
 

 
Imprimir   Imprimir
     
     
     
     
 
 
 
Votos (133)    
 
     
   
     
  Voltar

 
 

| Ficha Técnica | Aviso Legal | Política de Privacidade |

 

(TES:1s) © 2004 - 2020 online desde 15-5-2004