| | 843 Utilizadores on-line |    

Login [Entrar]

 
   
 
 
Artigo

Início

Anterior

Próximo

Fim


Epagneul Breton - Morfologia e Trabalho
 

     

Fonte: Carlos Fernandes

19-07-2004 13:47:00

 

   
"De pequeno porte e robusto, muito vigoroso, que tem substância sem rusticidade, esperto, tendo expressão inteligente e apresentando uma aparência de pequeno atarracado e cheio de energia."

Estalão de Trabalho

O ANDAMENTO
Alegre, vivo, fulgurante.

O GALOPE
É energético e rolante, numa sucessão rápida de movimentos robustos. O galope alongado ou desenfreado deve ser interdito

O PORTE DA CABEÇA
A cabeça deve situar-se numa posição elevada, sem exagero, acima do prolongamento da linha dorsal, com uma linha chanfro - crânio ligeiramente inclinada. A cabeça está sempre móvel demonstrando uma segurança e uma flexibilidade olfactiva constante na busca da caça

A BUSCA
Deve ser inteligente, metódica, sem ser mecanizada, demonstrando que o cão caça "ininterruptamente", adaptando-se à natureza e à configuração do terreno de forma a permanecer constantemente em contacto com o seu condutor.

A PARAGEM
Ao detectar a emanação, após um controlo rápido, o cão deve subir as emanações com bastante autoridade e segurança para bloquear a caça. A paragem deverá ser de pé, mesmo quando é espontânea; no entanto, para uma paragem de surpresa, poder-se-á tolerar uma outra atitude se o chanfro ficar bem elevado na direcção da peça, o que prova que a domina bem.

Independentemente do valor do percurso, a paragem com o cão deitado interdita a atribuição do C.A.C..

O DESLIZAR
É efectuado com decisão e prudência para manter o contacto entre o "dono e a peça" até ao levante desta. A recusa do cão em deslizar é uma falta grave (excepto no caso de proximidade imediata da caça)

O COBRO
Em terra e água deve ser efectuado à ordem, de uma forma alegre e rápida.

Estalão de Beleza

 

ASPECTO GERAL

- de pequeno porte e robusto, muito vigoroso, que tem substância sem rusticidade, esperto, tendo expressão inteligente e apresentando uma aparência de pequeno atarracado e cheio de energia.

-

-

PROPORÇÕES

- comprimento do tronco = altura na cernelha (estrutura inscrita num quadrado). Peito plenamente profundo até o nível dos cotovelos.

-

-

TALHE

- altura na cernelha: de 47 cm à 50 cm 
 tolerância: de +/- 1 cm.
 ideal - machos: 48 a 50 cm;
          - fêmeas: 47 a 49 cm.

-

- comprimento: (padrão não comenta).
- peso: (padrão não comenta).

-

-

TEMPERAMENTO

- equilíbrio, franqueza, doçura. Bravo na caçada. Sociável com seus consemelhantes. Companheiro ideal. 

-

-

PELE

- (padrão não comenta).

-

-

PELAGEM

(padrão não comenta).

-

-

COR

- Tricolor: branco, laranja e preto; branco, laranja e marrom ou ruão, duma ou doutra dessas cores.

-

-

CABEÇA

- Proporções ideais: crânio 3 - focinho 2 - sendo cerca de 12 cm / 8 cm. As linhas superiores do crânio e do focinho são paralelas ou ligeiramente divergente.

 

Crânio

- arredondado, tanto visto de frente quanto de perfil. Visto de cima, as paredes laterais também são arredondadas. A largura do crânio na região das arcos zigomáticos cerca de 11 a 12 cm.

 

Stop

(padrão não comenta).

 

Focinho

- cana nasal recta, mais curta e maior que a linha superior do crânio.

 

Trufa

- de coloração mais escura da pelagem, segundo o branco - e - laranja, branco - e - marrom ou branco - e preto. Narinas bem abertas.

 

Lábios

- finos, muito esticados, ajustados. Lateralmente o lábio superior recobre ligeiramente o inferior.

 

Mordedura

- completa. Articulada em tesoura.

 

Olhos

- de formato muito arredondado. Dispostas horizontalmente. Cor combinando com a da trufa e a pelagem. Expressão atenta e esperta.

 

Orelhas

- de inserção alta, formato triangular, ligeiramente arredondadas nas pontas, bem guarnecidas de pêlos o­ndulados, portadas achatadas contra as faces. Se estendidas para a frente junto às faces, a cartilagem não deverá ultrapassar a raiz do focinho.

-

-

PESCOÇO

- de tamanho médio, bem destacado dos ombros. Pele fina, flexível e bem lassa, sem formar pregas.

-

-

TRONCO

 Linha superior- recta e bem firme.

 

Cernelha

- (padrão não comenta).

 

Dorso

- curto e recto.

 

Peito

- amplo. O antepeito bem profundo no nível dos cotovelos.

 

Costelas

- bem arqueadas, bem desenvolvidas para trás.

 

Ventre

- (padrão não comenta).

 

Lombo

- curto, largo e firme, cerca de 8 a 10 cm de comprimento.

 Linha inferior- normalmente retraída, sem excesso. O ventre nem é esgalgado nem barrigudo.

 

Garupa

- muito ligeiramente inclinada, mais baixa que a cernelha, ligeiramente salientes. As pontas do ílio ficam no nível do dorso.

-

-

MEMBROS

Anteriores - aprumados, no eixo do tronco.

 

Ombros

- oblíquo e musculado.

 

Braços

- musculado e de boa ossatura.

 

Cotovelos

- trabalhando bem ajustado rente ao tórax.

 

Antebraços

- fortes, secos, algo bem musculados, rectos e verticais.

 

Carpos

(padrão não comenta).

 

Metacarpos

- ligeiramente oblíquo.

 

Patas

- secas e fechadas. Um pouco de pêlos entre os dígitos.

-

-

Posteriores - visto por trás, perfeitamente aprumado. De perfil, as pontas do Ísquio e do jarrete estão quase na mesma vertical.

 

Coxas

- larga e longa.

 

Joelhos

(padrão não comenta).

 

Pernas

(padrão não comenta).

 

Metatarsos

- bem aprumados.

 

Jarretes

- não muito angulados.

 

Patas

- com um pouco de pêlos entre dígitos fechados. Sem ergôs.

-

-

Cauda

- recta ou caída. Comprimento máximo de 10 cm. Frequentemente um pouco retorcida e terminando em um tufo de pêlos. Alguns exemplares nascem anuros.

-

-

Movimentação

(padrão não comenta).

-

-

Faltas

- avaliadas conforme a gravidade.

Crânio: quadrado, ogival, estreito, muito arredondado, stop muito marcado.
Trufa: narinas fechadas.
Focinho: com mordedura em torquês, extremidade quadrada.
Lábios: grossos, muito caídos, comissuras muito abertas.
Olhos: claros, protuberantes, inseridos obliquamente.
Orelhas: de inserção baixa, caídas, largas e enrugadas, muito longas, encachaça, brancas ou com uma mancha branca.
Pescoço: muito fino, muito curto.
Dorso: longo, selado, carpeado.
Lombo: longo, estreito e frágil.
Garupa: muito estreita, muito caída, pouco angulada.
Peito: estreito, insuficientemente profundo, costelas planas, em ogiva formando quilha, muito curta (peito de frango).
Ventre: gordo e caído.
Cauda: muito longa, pêlo raso, porte vertical, inserção baixa em relação à linha superior.
Membros anteriores: metacarpos cedidos, cotovelos para fora, frente varo (em barril) ou valgo (francesa).
Patas: largas, longas, muito redondas, espalmadas.
Pele: grossa e muito lassa, fazendo pregas.

-

-

Faltas graves

- Crânio: arcadas superciliares muito desenvolvidas.
Olhos: muito claros, olhar agressivo ou de falcão, estrabismo (convergente ou divergente).
Focinho: muito curto. Cana nasal descendentes (linhas superiores do crânio e focinho muito divergentes).
Pescoço: barbelas.
Pelagem: pêlo encaracolado sedoso ou muito abundante. Pêlo raso; franjas insuficientes ou muito abundantes, muito longas.

-

-

Desqualificações        - as gerais gerais e mais: atipicidade (insuficiência de caracteres étnicos, que fazem com que um exemplar no conjunto não seja suficientemente semelhante aos congêneres da raça);
- talhe fora dos limites do padrão;
- convergência das linhas superiores do crânio-focinho (nariz arrebitado);
- mancha branca na orelha;
- olho posicionado sobre uma região branca;
- olhos muito claros ou heterocrômicos (de cores diferentes);
- pálpebra despigmentadas;
- trufa muito manchada;
- prognatismo superior ou inferior;
- os P1 são considerados como sendo sem importância. Serão desqualificados os exemplares portadores de faltas de mais de dois P2 , o mesmo acontecendo com os exemplares com falta de qualquer outro dente excepto os incisivos;- pelagem desconforme com o padrão, principalmente pelagem unicolor.- carácter medroso;
- agressividade.

-

-

NOTA: os machos devem apresentar dois testículos de aparência normal, bem desenvolvidos e acomodados na bolsa escrotal.

 

 
Imprimir   Imprimir
     
     
     
     
 
 
 
Votos (401)    
 
     
 
Informação Relacionada

O que podia ter acontecido...! Quando se encontraram, de madrugada, era ainda noite cerrada. Chovia ...

   

Alfobre de felicidade Haverá dias felizes na vida de toda a gente. Mesmo aqueles que, por vontade do ...

   

A caça no Uruguai A República do Uruguai situa-se na América do Sul e tem como fronteira o Brasil e ...

   

Santo Huberto em São Miguel Realizaram-se nos dias 4 e 5 de Abril em São Miguel duas provas de Sant ...

   

Uma caçada atribulada Caros confrades do Santo Huberto! Foi contagiada pelo vosso entusiasmo (fra ...

   

Filipe Carreiro, Campeão Regional de Santo Huberto nos Açores No passado fim-de-semana realizou-se a ...

   

IIª Taça Portuguesa de Santo Huberto No âmbito da Feira Nacional de Caça e Pesca Évora 08, realizou- ...

   

Campeonato Regional de Santo Huberto da Beira Litoral A Federação de Caça e Pesca da Beira Litoral o ...

   

Cães Notáveis No início da década de oitenta, dado o gosto que sempre tive pelos cães de parar, acab ...

   

Campeonato Regional de Santo Huberto da Beira Litoral A Federação de Caça e Pesca da Beira Litoral o ...

   

FENCAÇA: Resultados das Provas de Santo Huberto A Fencaça organizou nos dias 28 e 29 de Junho com a ...

   

Galinholas um Tesouro dos Açores A caça às galinholas (Scolopax rusticola) é uma prática ci ...

   

Provas de apuramento na Madeira Stº. Huebrto - Fencaça Nos passados dias 11 e 12 de Agosto, decorrer ...

   

FENCAÇA: Resultados das Provas de Santo Huberto na V Região Cinegética Decorreu no fim-de-semana de ...

   

Santo Huberto em Santa Maria uma Jornada Inesquecível A cerimónia de encerramento no dia 8 de Julho ...

   

FENCAÇA: Resultados das Provas de Santo Huberto na IV Região Cinegética Apesar da chuva, foi realiza ...

   

Portugal tem um Campeão do Mundo de Stº. Huberto 2006 Foi de 6 a 9 de Outubro em Arezzo – Itália que ...

   

Santo Huberto em São Miguel Realizaram-se nos dias 2 e 3 de Setembro de 2006 as duas últimas provas ...

   

Provas de Apuramento para a Final Nacional e Campeonato do Mundo de Stº. Huberto As provas de apuram ...

   

V Campeonato Regional de Santo Huberto FCEDM Seguramente que nunca antes a designação "Nariz do Mund ...

   

Braco Alemão - Morfologia e Trabalho "A postura orgulhosa, a suavidade de sua silhueta, a cabeça sec ...

   

Pointer - Morfologia e Trabalho "Todas as faculdades devem convergir num único objectivo: Procurar e ...

   

Deutsch Drahthaar - Morfologia e Trabalho A origem desta excelente raça de cães é a Alemanha. A sua ...

   

Perdigueiro Português - Morfologia e Trabalho "O Perdigueiro Português é um óptimo cão de parar, mui ...

   

Setter Inglês - Morfologia e Trabalho "Assim que o Setter Inglês entra no campo de uma emanação, tod ...

   
 
     
  Voltar

 
 

| Ficha Técnica | Aviso Legal | Política de Privacidade |

 

(TES:3s) © 2004 - 2017 online desde 15-5-2004, powered by zagari