| | 255 Utilizadores on-line |    

Login [Entrar]

 
   
 
 
Relatos de Montaria

Início

Anterior

Próximo

Fim


Montaria de Vilarinho das Azenhas
 

     

Autor: António Neves

09-02-2006 10:15:00

 

   
A ZCA do Tua organizou no passado 14 de Janeiro a sua 5ª montaria, em Vilarinho das Azenhas, na mancha da “Serra do Faro”, com cerca de 300 hectares. Esperava-se uma boa jornada de caça, pela elevada crença dos javalis nos cevadouros nas últimas semanas.

Montaria: Vilarinho das Azenhas
Local: Vilarinho das Azenhas – Vila Flor
Data: 14 de Janeiro de 2006
Organização: Zona de Caça Associativa do Tua
Tempo: Céu nublado e nevoeiro na primeira hora de montaria
Matilhas: 5
Postos: 78
Tiros: ± 70
Resultado: 6 javalis

Confirmavam-se as inscrições e ao mesmo tempo a entregue de coletes reflectores aos sócios (peça que deveria ser obrigatória nas montarias pela boa visibilidade que proporcionam a todos os intervenientes), para logo de seguida e após conclusão do “mata-bicho” partirmos para a mancha.

Antes do sorteio, teci umas breves palavras, advertindo os presentes para o cumprimento das normas de montaria, sobretudo as questões de segurança que este acto de caça envolve. Embora haja ainda alguns monteiros a fazer “orelhas moucas” ao cumprimento destas normas, pois na mancha comportam-se como se de um arraial se tratasse. Já é tempo destes “monteiros” mudarem a sua atitude.

Com alguma rapidez, atendendo ao elevado número de travessas no meio da mancha, foram colocados todos os monteiros, tendo-se lançado o foguete de início da montaria, pelas 12:00 horas.

Decorria a Montaria há cerca de 30 minutos, já os matilheiros se encontravam sem cães. Escutavam-se as primeiras ladras e consequentemente os primeiros tiros, que se prolongaram por toda a montaria. Pouca sorte para os monteiros que falharam. Um deles falhou 3, talvez pela pouca experiência. Pela minha parte cobrei dois e tivesse tido mais calma poderia ter morto o terceiro. Sorte ainda para o Vicente que com a ajuda da Lúcia e do “Max” conseguiram cobrar uma porca ferida que muito trabalho lhes deu.

No final da montaria e já na Junta de Freguesia, seguem-se os relatos do costume. A opinião geral era de que tinha valido a pena fazer muitos quilómetros para vir a Vilarinho.

À semelhança da montaria do ano passado, este ano realizaram-se mais dois baptismos, sendo os “afortunados”, o Vicente e o “Zequinha”, este a muito custo deixou que lhe esfregassem a cara com o sangue do porco que abateu. Certamente não mais se esquecerá deste dia.

Em suma, boa montaria não só pelo resultado mas ainda pelo excelente convívio verificado; não fosse o nevoeiro que teimava em sair da serra e o quadro de caça final poderia ser outro, pois os primeiros javalis a saírem da mancha não chegaram a ser atirados. Pequeno-almoço e almoço de boa qualidade e um bom trabalho por parte das matilhas e matilheiros, em virtude do matagal existente na mancha.
 

 
Imprimir   Imprimir
     
     
     
     
 
 
 
Votos (30)    
 
     
   
     
  Voltar

 
 

| Ficha Técnica | Aviso Legal | Política de Privacidade |

 

(TES:0s) © 2004 - 2020 online desde 15-5-2004