| | 609 Utilizadores on-line |    

Login [Entrar]

 
   
 
 
Notícia

Início

Anterior

Próximo

Fim


22ª Exposição Canina Monográfica do Perdigueiro Português
 

     

Autor: Alexandre Valente

11-05-2006 11:00:00

 

   
Fim-de-semana em cheio para o Perdigueiro Português, este no final de Abril de 2006. No sábado, nos terrenos da Zona de Caça Municipal da Marinha Grande, decorreram as provas de trabalho.

Fim-de-semana em cheio para o Perdigueiro Português, este no final de Abril de 2006. No sábado, nos terrenos da Zona de Caça Municipal da Marinha Grande, decorreram as provas de trabalho. No Domingo a Exposição Canina Monográfica em Montemor-o-Velho.

O TAN foi muito concorrido, tendo sido apresentados 19 perdigueiros, tendo a maioria (11) sido considerados aptos. Sobressaíram quatro exemplares mas o melhor terá sido, nas palavras do juiz Marques Pereira, o PPM Fender de Carlos Jesus.

A Classe Derby contou com sete apresentações, sendo apenas dois machos. Um excelente grupo de PP, julgados por Joaquim Vitorino, já que todos se classificaram. Dos quatro considerados excelentes o Vadio do Choupal de Luís Carlos Fonseca foi considerado o melhor.

A Classe Aberta foi organizada em duas séries dado o elevado número de PP apresentado, seis machos e oito fêmeas. Coube ao juiz João Lisa apreciar a série A; os quatro PP que se classificaram foram Quadra de Torres PPF (Bom, 4º), Maia do Monte Rei PPF (Exc., 3º), Vero do Choupal PPM (Exc., 2º) e Cimba do Solar do Jamor PPF de Carlos Figueira (Exc., 1º, CACT). A série B foi apreciada pelo juiz Ernesto Albuquerque; classificaram-se cinco PP, respectivamente Cigarra PPF (Exc., 4º), Lino de Torres PPM (Exc., 3º), Andorinha do Solar do Jamor PPF (Exc., 2º) e Celta do Solar do Jamor PPF de Vítor e Jerónimo Maurício (Exc., 1º, CACT). No desempate, entre os primeiros de cada série, a apreciação foi unânime e favorável à Celta do Solar do Jamor.
 


 
Na sua alocução no final do almoço o Presidente Luís Fonseca salientou alguns dos aspectos especiais deste primeiro dia. Em primeiro lugar, porque contou com a presença de proprietários de PP que residem no estrangeiro; João Antunes, Joaquim e Temple da Silva residentes nos USA e D. Lilliane, que reside na Holanda, e que se deslocaram a Portugal para se juntarem à festa que é a Monográfica do Perdigueiro Português. Pelo que tem feito pelo PP foi muito apreciada a presença do Dr. Paulo Beça. Não faltou o reconhecimento aos sócios da APP que se empenharam para que a prova se desenrolasse da melhor forma, nem o agradecimento ao Clube de Caçadores da Marinha Grande pelo excelente acolhimento.

As boas organizações, como foi o caso, mereceram ser brindadas com um excelente dia para a sua realização ao ar livre. Um local esplêndido em Montemor-o-Velho, o Largo da Feira, com uma vista privilegiada para o sobranceiro castelo.

A Monográfica contou com a presença do Juiz: Sr Luis Catalan que julgou os exemplares presentes, já que dos 48 cães inscritos apenas 47 participaram.

Os resultados foram os seguintes:

Melhor Cachorro Leo de Mirão
Melhor Júnior Macho Alex de Tagus
Melhor Macho Classe Intermédia Areal
Melhor Macho Classe Aberta Kukai de S. Romão TAN
Melhor Macho Classe Trabalho Rio de Torres TAN
Melhor Macho Classe Campeões G´Elvis do Casal de Palmeiró JE04 Ch PT
Melhor Macho Classe Veteranos Lennin de Torres Ch Pt Es Gib TAN
Melhor Fêmea Júnior Carminho do Campo das Papoilas
Melhor Fêmea Classe Intermédia Vaidosa do Choupal
Melhor Fêmea Classe Aberta Tex do Zambujeiro
Melhor Fêmea Classe Trabalho Puma de Torres TAN
Melhor Fêmea Classe Campeãs Rica de Torres TAN Ch PT
Melhor Veterano da Monográfica Lennin de Torres Ch Pt Es Gib TAN
Melhor Fêmea da Monográfica Tex do Zambujeiro
Melhor Macho da Monográfica G´Elvis do Casal de Palmeiró JE04 CH PT
Melhor da Monográfica G´Elvis do Casal de Palmeiró JE04 CH PT

De registar apenas um infeliz incidente consequência do tempo quente. Apesar dos cuidados do proprietário, um golpe de calor vitimou um PP. Este facto vem mais uma vez alertar-nos para as condições em que transportamos os nossos companheiros de caça e para a necessidade de tomarmos atenção aos locais e à forma como os deixamos quando estacionamos.

A sessão final foi iniciada pela intervenção do Presidente das APP. Aspectos relevantes da sua intervenção foram a satisfação por uma das maiores participações de sempre na Monográfica do Perdigueiro Português, abrilhantada, como em anos anteriores, pela presença de proprietários residentes no estrangeiro (USA e Holanda, este ano).

Os troféus entregues merecem uma referência por conseguirem ser inéditos, alusivos ao evento e pela sua qualidade. A sua entrega foi uma cerimónia bem disposta, mas à qual não faltou a lágrima ao recordar, e justamente premiar, alguns Perdigueiros que merecem letra maiúscula.

Merecem um destaque final o grande vencedor desta monográfica, o melhor exemplar da raça do Perdigueiro Português, e que foi o G’Elvis do Casal de Palmeiró PPM de Tiago Fortuna.
 

 
Imprimir   Imprimir
     
     
     
     
 
 
 
Votos (202)    
 
     
   
     
  Voltar

 
 

| Ficha Técnica | Aviso Legal | Política de Privacidade |

 

(TES:0s) © 2004 - 2017 online desde 15-5-2004, powered by zagari